Crônicas de Viagens – África do Sul

Doze Apóstolos

Si piensas que conoces a alguien, haz un viaje con él.

ANÓNIMO.

 

Da vida selvagem do Parque Kruger à cosmopolita Cidade do Cabo, das águas de Port Elizabeth aos vinhedos de Franschhoek, a África do Sul  recebe seus visitantes, surpreendo-os com tantas diversidades.

Johannesburgo da as boas-vindas as pessoas que visitam o sul do continente africano. A maior cidade do país é a porta de entrada da vida selvagem que atrai os turistas curiosos por desvendar essa parte da natureza intocável.

Para diversificar a viagem, uma parada na Las Vegas Africana  vale a pena, é em Sun City, onde um império foi construído em meio a savana africana e a diversão está por conta dos casinos, parques aquáticos e distintos restaurantes e bares.

Complexo Sun City

Próximo a Johannesburgo, o “safári africano” começa em Pilanesberg, que é o quarto maior parque do país localizado na cratera de um vulcão extinto há mais de 1 bilhão de ano e possui uma reserva de 58 mil hectares e 500 quilômetros quadrados habitadas também pelo Big 5 – leão, elefante, rinoceronte, búfalo e hipopótamo.

Parque Pilanesberg

Adentrando mais nesse país magnífico, chegará no famoso Parque Kruger, o verdadeiro espirito africano, onde o contato com a natureza selvagem fará o visitante viver momentos inesquecíveis ao lado desses grandiosos animais, fazendo o homem se sentir pequeno no meio dessa natureza imensa.

Parque Kruger

E para descansar, depois de dias acordando de madrugada para fazer os safáris, nada melhor que visitar a região de Franschhoek – conhecida como a capital dos vinhos sul-africanos – charmosa, com seu estilo colonial, que encanta seus visitantes tanto pelas paisagens naturais como em sua arquitetura com ar europeu.

Jardim Francês Huguenote 

E  lá na ponta do sul do país encontramos a capital legislativa, Cidade do Cabo, que hospeda uma das sete maravilhas naturais do mundo – Table Mountain – (Montanha da Mesa).  O atrativo não para por ai: são praias, bares, museus, para agradar os gostos de qualquer turista que visita essa cidade cosmopolita.

Montanha da Mesa

E uma escapada de um dia, é possível visitar a Boulders Beach (praia dos pinguins), e dar uma esticada até o famosíssimo Cabo da Boa Esperança descoberto pelo navegador português Bartolomeu Dias em 1488, e o Cabo das Agulhas, onde o Oceano Indico abraça o Oceano Atlântico.

Boulders Beach

Cabo da Boa Esperança

Bordeando o litoral sul africano, encontramos paisagens cinematográficas na famosa Rota Jardim que começa em Cape Town e finaliza em Port Elizabeth.

Prince Albert é um vilarejo estilo inglês encravado entre as montanhas que parece que parou no tempo, faz parte da Rota Jardim e merece uma  visita com uma noite de descanso, literalmente de descanso, já que a cidade é um pouco pacata.

Prince Albert

E a capital da maior ave do mundo – o avestruz – é Oudtshoorn, ainda na Rota Jardim, obviamente merece uma visita com pernoite, e a visita a uma fazenda de avestruz faz parte do roteiro, conhecer esse animal curioso, ver seus ovos gigantes, e presenciar o macho se exibindo para fêmea é a atração do destino, além claro das paisagens maravilhosas, e não somente as paisagens sob as terras, mas a cidade nos surpreende com as paisagens subterrâneas de suas cavernas.

Fazenda de Avestruz em Oudtshoorn

E o titulo de Jardim do Éden da África do Sul vai para Knysna, banhada pelo lago que leva o mesmo nome. Um verdadeiro paraíso com bosques, lagos e praias. Um passeio de barco pela baía de Knysna faz parte da viagem, para conhecer a cidade de outro ângulo.

Baía de Knysna

Gosta de aventura? Saindo de Knysna com destino a Tsitsikamma tem o maior bungee jump de ponte do mundo na Bloukrans Bridge. Tem coragem de encarar os 216 metros de adrenalina? Se a resposta é sim…então é só se jogar! (literalmente)…

Bloukrans Bridge

Tsitsikamma ainda faz parte da Rota Jardim e onde está  o parque que é o lar da gigantesca árvore Outeniqua- The Big Tree, com 36,6 metros de altura e quase 9 metros de circunferência, fazendo jus a seu nome. É nessa cidade que os esportes de aventura acompanham seus visitantes, e tem gosto para todos: caminhadas, tirolesa, passeio de caiaque, ou simplesmente contemplar toda a mãe natureza.

Parque Nacional de Tsitsikamma

E  os visitantes se despedem da Rota Jardim pela cidade de Port Elizabeth, famosa pelo seu porto, mas deixando espaço para a arquitetura e a beleza natural encantar os turistas, não é a toa que leva o apelido da cidade mais acolhedora da África do Sul.

Donkin Reserve

Um mundo em um país, são com todos esses atrativos e a receptividade de seus moradores que a África do Sul espera sua visita! Surpreenda-se!

Avatar

Katia

Kátia Ribeiro - Luxury Concierge, assessora em viagens exclusivas pelo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *