Crônicas de Viagens – Chile

Embalse el Yeso – Cajón del Maipo

El destino nunca es un lugar, sino una nueva forma de ver las cosas – Henry Miller

O país mais estreito e comprido do mundo: bem-vindo ao Chile! Considerado uma nação tricontinental por contar com territórios na América do Sul, Antártida e Oceania. O edifício mais alto da América Latina e a maior e mais profunda piscina do mundo estão em terras chilenas.

 

 

Famoso por seus contrastes de cenários desde bosques úmidos, zonas desérticas, penínsulas ao sul, glaciais, fiordes, ilhas, fazer compras no povoado de artesões “Los Dominicos” agrada a todos os visitantes, e convida sempre para uma próxima viagem.

Conhecer Santiago e passear pelos principais vinhedos dos arredores, passar um dia na praia, ou um dia nas montanhas, ou conhecer uma das casa de Pablo Neruda, ou visitar seus cerros com sua inigualável paisagem pré-cordilheira é uma combinação de estímulos aos sentidos. Um ponto de partida ideal e desejo para conhecer o restante do país.

Edifício Telefônica

Como um dos pratos típicos do Chile é a empanada, comer uma gigante empanada na pequena cidade de Pomaire é um convite agradável para um fim de semana. Além das grandes empanadas, visite os artesões famosos por seus produtos de barros, que com a criatividade oferece diversos produtos – inclusive panelas – para os amantes da cozinha é um “prato” cheio, ou melhor uma “panela” cheia.

Pomaire

Depois de Santiago, uma cidade com ar de grande metrópole, mas com uma mistura de praia é Concepción, que ficou famosa por ser o epicentro do terremoto de 2010. Embora seja uma grande cidade, seus habitantes com características de chilenos do sul, recebem os turistas com um sorriso no rosto.

Plaza España

Para os religiosos com um tempo a mais em Santiago não pode deixar de visitar o Santuário de Santa Teresa de Los Andes, um santuário encravado ao meio da cordilheira oferece a todos os devotos ou simplesmente visitantes um dia de paz e sossego.

Santuário de Santa Teresa

Viña del Mar, conhecida como a Cidade Jardim, que além de possuir muitos parques e praças, é banhada pelo Pacífico, com suas águas frias e o mar nada pacífico. Seu relógio de flores é uma visita obrigatória. É sede a cada ano no mês de fevereiro para o Festival Internacional da Canção. Aproveite a praia durante o dia, e se divirta muito a noite. Além de contato natural, a diversão para quem aposta em um jogo é garantida com seu grande Cassino de Viña del Mar o mais antigo do país, que foi construído em 1931, por estar atrás do hotel, a estrutura também oferece bares, restaurantes e boates.

Relógio de Flores em Viña del Mar

Logo ali, ao ladinho de Viña del Mar está Valparaíso cidade declarada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Tirando suspiros de seus visitantes, com suas casas coloridas, o funicular que corta um dos seus morros – pois a cidade possui 42 morros, e claro, a “La Sebastiana”uma das casas do grande poeta Pablo Neruda. Pode chegar na cidade por terra ou por águas, está próximo a Santiago, mas também possui um importante porto onde desembarca barcos de cargas e cruzeiros de verão.

Plaza Sotomayor

E a 37Km de Valparaíso está a Capital Náutica do Chile – Algarrobo, conhecida assim por oferecer diversos tipos de esportes aquáticos durante todo o ano pela característica de ter um mar calmo. Próximo a Algarrobo está o Santuário de la Naturaleza Islote Pajáro Niño – lugar de preservação de espécies de avifauna em particular do Pinguim de Humboldt.

Algarrobo

Talvez a ilha mais romântica do país, Isla Negra, famosa por ter sido o refúgio do poeta que ganhou o Prêmio Nobel de Literatura, nada mais, nada menos que: Pablo Neruda. A casa museu foi construída pelo próprio poeta. Nela viveu Pablo com sua última mulher Matilde. O quarto do casal foi feito de modo que o nascer do sol fosse atrás da cama de casal, e o por do sol fosse aos pés da cama do casal, grandes janelas possibilitam uma vista esplêndida do Pacífico.

Rua Poeta Neruda, Isla Negra

Na casa está sua coleção de diversos objetos náuticos, e uma curiosa mesa feita com uma porta, essa porta foi “trazida” a Pablo pelo mar, um dia o poeta estava na praia observando o oceano quando viu uma porta boiando entre as águas, chamou sua mulher, e ambos a tiraram do mar, depois de um trato….virou uma mesa, onde o poeta passava parte do tempo fazendo seu trabalho. Como prova de amor eterno, Pablo e Matilde estão enterrados no quintal da casa, de vista para o mar.

E se não pode nadar na maior e mais profunda piscina do mundo com 1012 metros de comprimento e 115 metros de profundidade, pode ao menos olhar e tirar algumas fotinhos! A beleza, ou melhor dizendo, a grandeza fica no resort privado em San Alfonso del Mar.

Complexo San Alfonso del Mar

E que tal conhecer os lobos marinhos de perto, e tirar fotos com eles, enquanto eles tomam um banho de sol? Nas areias da praia de San Pedro em San Antonio é possível. São dezenas de lobos marinhos que não se importam de ser fotografados pelos turistas curiosos que se aproximam. E caso queira unir um passeio melancólico com um dia de praia, o tren del recuerdo oferece essa opção, com saídas todos os sábados de Santiago, a viagem tem uma duração de 3 horas e meia em um trem maria fumaça, chegando no inicio do dia, e regressando no final da tarde.

Praia de San Pedro

Se gosta muito de esportes radicais como o surf, o lugar perfeito é Pichilemu, e na praia Punta Lobos é o paraíso dos surfistas, com os ventos fortes, fazem as ondas perfeitas para os amantes desse esporte, a vida noturna nessa praia também é agitada.

Punta de Lobos – Pichilemu

Cartagena? Sim! Cartagena, não das Índias como na Colômbia, apenas Cartagena, uma praia simpática no litoral central,  a uma hora de Santiago, ideal para uma escapada de um dia para renovar as energias vendo as ondas do Pacifico.

Cartagena

Passar um dia, ou uma noite em um vinhedo chileno não é uma má ideia. Reconhecido mundialmente os vinhos chilenos agradam a todos os paladares, e seus vinhedos agradam a todos os sentidos. A vinícola Matetic, localizada no Vale do Rosário não deixa a desejar a seus visitantes: passear pelas plantações, conhecer todo o processo de elaboração de vinhos, deliciar-se no Restaurante Equilíbrio que fica sobre uma lagoa com muitas carpas e gansos e claro com uma taça de vinho, faz parte da visita.

Vinícola Matetic

A vinícola Concha y Toro localizada em Pirque também não fica atrás por quesito de beleza, próximo a Santiago, um passeio pela tarde é uma boa pedida. Antes faça uma pausa no restaurante La Vaquita Echa para provar um cordeiro, depois siga para a vinícola Concha y Toro para degustar saborosos vinhos.

Vinícola Concha y Toro

Gosta muito de vinho? Quer se aprofundar no assunto? Então viaje a Santa Cruz no Vale do Colchagua. Famosa pela produção de vinhos, a festa da Vindima que acontece todos os anos a principio do mês de março, não poderia ser em outro lugar. O acesso pode ser em carro ou trem – um passeio clássico no tren del vino que sai de San Fernando e dura 90 minutos passando pelos principais vinhedos do Vale do Colchagua até chegar na estação de Paniahue em Santa Cruz.

Vinícola Santa Cruz

Além da fama do vinho, essa cidade oferece outras atrações: um divertido cassino no centro da cidade e ao lado o museu de Colchagua com sua grande coleção arqueológica deixa o visitante horas a fio percorrendo suas salas. Pela noite faça um passeio ao Observatório Cerro Chamán que está localizado na Viña Santa Cruz.

Por ser uma vasta região de plantações de vinhos são muitas vinícolas que oferecem tours com direito a degustação, como por exemplo a Viña Santa Cruz e a Viña Montgras.

O local mais remoto do mundo, uma ilha cheia de mistérios, estamos falando da Ilha de Páscoa.
Pode ser chamada também de Te pito ou Te heuna (Umbigo do mundo) ou ainda ser chamada de Mata Ki te rangi (olhos que olham ao céu).Localizada a 3700 Km de Santiago, encanta a todos os visitantes que desembarcam nesse local depois de 5 horas de voo desde Santiago e que são recepcionados por dançarinos de Rapa Nui.

Ahu Akivi

Rapa Nui que significa Ilha Grande no idioma dos antigos habitantes do Tahiti, é uma ilha que tem uma autenticidade.

Ver o nascer do sol atrás dos moais em Ahu Tongariki, e ao final do dia ver o por do sol em Tahai são experiências que todos os turistas que visitam essa ilha deverá ter.

A ilha é pequena, mas as atrações são muitas: Rano Raraku – a fábrica dos moais, Aldeia Cerimonial de Orongo, Ahu Tongariki, Complexo Thai-Ko Te Riku, Ahu Huri a Urenga – onde marca o solstício de inverno, Ahu Akivi, Ahu Ature Huki, Ahu Nau Nau, Maunga Terevaka, Complexo Ana te Pahu – Roiho, Ana Kai Tangata, esperem! Não são só sitios arqueológicos nessa ilha! Ok, depois de conhecer toda a família de Moáis, é permitido e merecido um descanso na praia de Anakena!

Mudando totalmente de paisagem de ilha, ou da cidade com suas vinícolas, podemos descrever um pouco sobre Pucón, que desde Santiago, o aeroporto mais próximo é o Temuco, desde Temuco até Pucón com uma viagem de aproximadamente 1 hora e 30 minutos a vista é maravilhosa, tendo sempre em fundo o vulcão de Villarica.

Lago Villarica

A cidade é tão rica em diversidade, que não importa a época do ano que for visita-la, sempre haverá opções para todos os viajantes como: termas, parques nacionais, lagos, rios correntosos, e centros de ski. Jogadores de plantão podem ficar tranquilos, pois nessa cidade também tem um cassino, a vida noturna está garantida.

Aproveitando a paisagem vulcânica, e banhos termais, não podemos deixar de citar a cidade dos termas: Termas de Chillan, ao sul de Santiago, oferece aos turistas o calor das termas, e no inverno com as neves que cobrem as montanhas, oferece aos turistas diversão e aventura com o centro de ski.

Chillan

E quem disse que fadas não existem? Em Huilo Huilo existe sim! Localizada no inicio da Patagônia Chilena nas margens do rio Pirihueico possui 60 mil hectares de beleza em conservação. É uma mescla de trilhas, nascentes de rios, praias virgens, lagos, diversidade de aves. Seu nome no idioma Mapuche quer dizer “sulco” ou simplesmente racha, e no mesmo idioma quando a palavra se repete, significa que quer dar ênfase a palavra, então traduzindo ao pé da letra: “Grande Racha”.

Montaña Mágica

E se a terra são de fadas, os hotéis não poderiam ser simplesmente hotéis. Na reserva biológica está o complexo Huilo Huilo possui quatro hotéis: Reino Fungi, Nothofagus, Nawelpi Lodge,  e a Montanha Mágica, além desses hotéis há o Club Náutico Huilin – que é um conjunto de apartamentos equipados com cozinha, e as Cabanas do Bosque – que também possui uma cozinha. E ainda possui uma área de camping: Canopy Village e o Hostel Salto El Puma. Se hospedar nesse complexo é ter a sensação de estar em um outro mundo.

Atividades não faltarão para quem for conhecer o complexo, algumas atividades outdoor como: canopy, snowboard no Bosque Nevado, mountain bike, cavalgadas, trekking, pesca, rafting, navegar pelo Lago Pirehueico, conhecer as cachoeiras: Salto Huilo-Huilo, Salto La Leona e Salto El Puma. Visitas indoor podem ser feitas também: no Museu dos Vulcões e na Cervejaria Artesanal Petermann.

E antes de sair faça a Rota Educativa e tenha um contato mais próximo com a população local e claro….leve para casa os artesanatos únicos dessa região.

Esquiar em algumas pistas de ski no Chile faz parte das férias de julho. O mais famoso é o Valle Nevado, que está a 1 hora e 30 minutos desde Santiago, e tem a melhor qualidade de neve. Isso faz com que tanto chilenos como turistas passem um dia na neve, ou se hospedem na montanha que possui três hotéis: Valle Nevado, Puerta del Sol e Tres Puntas, além de apartamentos equipados com cozinha que poderão ser alugados para aproveitar o máximo as atividades.

Valle Nevado

Mas pela mesma estrada ao Valle Nevado ainda é possível conhecer dois centros de ski: Farellones e El Colorado, estão a 40Km de distância de Santiago, claro que o ápice de atividades é no inverno, mas em outras estações é possível fazer a visita e fazer um esporte radical como a tirolesa.

Caminho a Valle Nevado

E entre as cordilheiras, mas não com uma altura tão majestosa, está Cajón del Maipo, uma escapada perfeita tanto para os chilenos como para os turistas, para ter um dia de montanha e se impressionar com o embalse de yeso – seu cartão postal.

Embalse el Yeso

Mais ao norte da capital chilena em La Serena que é a porta de entrada para um lugar completamente mistico, está: Valle del Elqui – famoso por ter um céu limpo quase todos os dias do ano, e por suas plantações da uva que se produz o famoso pisco. Visitar uma pisquera durante o dia, e pela noite ver as estrelas em um tour astronômico faz parte dos atrativos dessa cidade com uma energia completamente boa que deixa seus visitantes felizes.

Paiguano – Valle del Elqui

Deserto do Atacama, o deserto mais árido do mundo onde um dia já foi mar, hoje nos presenteia com paisagens magníficas, conhecer o famoso Valle de la Luna por ser similar ao solo lunar e ver um anfiteatro natural no Valle de la Muerte.

Vista do Vulcão Licancabur

Quem nunca assistiu o desenho do Pica-Pau que se divertia em águas que “brotavam” do chão e o levava ao céu? Em Atacama são vários! Nos Gêiseres é possível ver essa experiência de perto. E ainda assistindo o Pica-Pau no deserto com o Pé de Pano ao meio de cactos? Em Atacama tem um vale cheio deles! Valle de los Cactus onde é possível fazer um trekking ao meio dessa paisagem árida.

Ver o por do sol no Salar de Atacama, onde é rodeado pelas cordilheiras e elas se deixam ficar alaranjadas enquanto o sol se despede das pessoas atrás dos flamingos que estão despreocupados em meio a paisagem.

Salar de Atacama

Grandes minas de cobres e outros minerais, um maravilhoso céu com centenas de milhares de estrelas, e os imponentes vulcões Lincancabur, Puritana e Lascar faz dessa região única no mundo.

O povoado de San Pedro de Atacama é a Capital Arqueológica do Chile. Explorações feitas ao redor do povoado é a forma mais direta de entrar em contato com a magia do deserto.

Patagônia, deserto, praias, centros de ski, vinhedos, lagos, montanhas, Réveillon, Carnaval, Semana Santa, feriados nacionais, festas pátrias comemoradas em setembro, festas da vindimia nos vales centrais, toda época do ano é época de visitar o Chile não importa qual cidade.

Avatar

Katia

Kátia Ribeiro - Luxury Concierge, assessora em viagens exclusivas pelo mundo.

One thought to “Crônicas de Viagens – Chile”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *