Guia de viagem – Bolívia

Isla del Sol – Lago Titicaca

Planeje sua viagem a Bolívia!

Todas as informações necessárias e sugestões de roteiros para você escrever no seu diário uma magnífica viagem.

Bolívia

Como ir?

Não são muitas cias aéreas. Pode-se ir com as seguintes:

BOA      
Latam
GOL (somente para Santa Cruz de la Sierra)

Alguns roteiros poderão chegar na Bolívia por terra, saindo do Brasil, Peru, Chile ou Argentina, porém as estradas não são asfaltadas, isso é um prato cheio para os aventureiros que gostam off road.

Quando ir?

Boa parte da Bolívia fica no Altiplano. As cidades que fazem parte dessa região são: La Paz, Oruro, Potosi e Uyuni esses lugares são de muita altitude, o que significa que é muito frio, mesmo no verão.

Período de chuvas no Altiplano é entre Dezembro e Março, nesse período é onde o Salar de Uyuni fica alagado, e se pode ver o próprio reflexo no chão, e pela noite o reflexo das estrelas! Ótimo para os amantes da fotografia. Entre Abril e Outubro,o clima é seco.

Em Santa Cruz de la Sierra o clima é quente e úmido, a melhor época é entre maio e setembro, onde as temperaturas são mais agradáveis e o clima é seco.

Lago Titicaca como Santa Cruz também tem o período de seca entre maio e setembro, que se torna a melhor época para visitar.

Laguna Colorada

Quantos dias ficar?

Entre 08 e 12 noites é possível conhecer bem as principais cidades: La Paz, Copacabana, Lago Titicaca, Isla del Sol, Sucre, Santa Cruz de la Sierra, Potosi, Cochabamba, Uyuni e Salar de Uyuni.

Começando pelo sul, tem o deserto de sal – Salar de Uyuni, onde é possível passar 01 noite no deserto, e 01 noite na cidade de Uyuni, ou simplesmente passar 01 noite na cidade de Uyuni e conhecer o deserto pelo dia.

Ao norte no Lago Titicaca – 01 noite  em Huatajaca (Lago Titicaca) e 01 noite em Isla del Sol é o necessário, ou simplesmente se hospedar 01 noite em Huatajaca e conhecer a Isla del Sol durante o dia.

Em Sucre e Potosi 01 noite em cada cidade é o suficiente para conhecer os principais atrativos.

Em La Paz 03 noites é o ideal para desfrutar da cidade e seus arredores.

Santa Cruz de la Sierra, assim como em La Paz  03 noites também é aconselhável para conhecer a cidade.

E Cochabamba por ser uma cidade menor 02 noites será perfeito para conhecer bem a cidade.   

Qual a voltagem e o tipo de tomada em Bolívia?

A voltagem é de 220, mas em La Paz e algumas localidades de Potosí a voltagem é 110 e a tomada é do tipo europeu – dois furinhos redondos (figura C), algumas são de modelo americano – com dois tracinhos e um furinho na parte de cima entre os dois tracinhos (figura B), ou de formato somente com dois tracinhos (figura A).

Qual a moeda?

Boliviano é a moeda usada na Bolívia, mas poderá chegar no país com dólares e trocar nas casas de câmbios: mas atenção – eles não aceitam notas amassadas, rasgadas, sujas ou riscadas,  os cartões de todas as bandeiras são aceitos em hotéis e restaurantes.

Que roupa usar?

Roupas e sapatos confortáveis são essenciais. Como grande parte  das cidades turísticas fica a mais de 2000 metros de altura e sempre faz frio, aconselha-se levar casacos pesados, tocas, luvas,meias grossas e cachecol e alguma roupa impermeável.

Durante o dia pode fazer calor, então leve alguma blusa mais leve. Não esqueça dos óculos de sol e nem o protetor solar e labial – em regiões de montanhas o sol é mais ardido.

Ahh, um produto importante que não pode esquecer….creme corporal, por ser um lugar extremamente seco, a pele fica muito ressecada, então se faz necessário hidrata-la com um bom creme.

No Deserto para melhor conforto o ideal é levar alguma mochila pequena, para colocar os pertences como dinheiro, câmera fotográfica, documento e água, e ao mesmo tempo poder andar tranquila sem ter que carregar nada nas mãos e ter -las livres.

Llamas en Huatajaca

Clima na Bolívia

A temperatura na região do Altiplano (La Paz, Oruro) tem uma média entre 15º a 22ºC durante o dia e a noite em algumas regiões poderá chegar a temperaturas negativas.

A zona norte tem um clima tropical e na região central o clima é seco. A região de Cochabamba, Sucre e Potosí as temperaturas variam entre 17ª e 27ªC.

Na região de Santa Cruz de la Sierra é quente e úmido entre Outubro e Maio e  seco entre Junho e Setembro.

Onde ficar na Bolívia? 

La Paz é a cidade financeira da Bolívia, o melhor local para se hospedar é próximo ao Centro Histórico.

Em Sucre a capital boliviana, o Centro Histórico também é o melhor lugar para ficar.

Santa Cruz de la Sierra hospedar-se no Centro Antigo ou próximo ao Terminal Bimodal são boas opções.

Uyuni é uma cidade bem pequena, o local ideal é no centro, onde estão os restaurantes, bares e lojas.

Salar de Uyuni a experiência no deserto de sal, poderá ser realizada em hotéis feitos totalmente de sal, ou em trailers que  são utilizados na própria expedição.

Lago Titicaca poderá se hospedar na Isla del Sol ou em Huatajaca.

Potosi tem uma boa opção próximo ao centro histórico e a Praça 10 de Novembro.

Cochabamba por ser uma cidade pequena, o ideal é se hospedar próximo ao centro, para conhecer a cidade caminhando.

Deserto de Siloli

O que visitar na Bolívia?

La Paz: Centro, Mercado de las Brujas, Valle de La Luna, Estrada da Morte (descida em bicicleta), Mirador Kili Kili, Ruinas Tiwanaku (Tiahuanaco), Mercado Negro e Estádio Hernando Siles.

Santa Cruz de la Sierra: Basílica de San Lorenzo, Manzana Uno, Casa de la Cultura e Parque el Arenal  

Potosi: Arco de Cobija, Plaza 10 de Noviembre, Convento e Museu Santa Teresa, Ojo del Inca, Convento São Francisco, Igreja de São Lorenzo de Carangas, Casa Nacional da Moeda, Mercado Central, Minas.

Sucre: Plaza 25 de Mayo, Catedral Metropolitana, La Casa de la Libertad, Igreja de la Merced, Mirador, Parque Bolivar, Cemitério General e Feira de Tarabuco.

Uyuni: Salar de Uyuni, Cemitério dos Trens, Colchani e Isla Incahuasi (Isla de Pescado).

Lago Titicaca: Isla del Sol, Isla de la Luna, Copacabana, Islas Flotantes (ilhas flutuantes), Horca del Inca, O Calvário e Basilica de Copacabana.

Cochabamba: Cristo de La Concordia, Laguna La Angostura, Museu Arqueológico UMSS, Palácio Portales, Jardim Botânico Martín Cárdenas e Cerro Tunari.

É necessário visto para entrar na Bolívia?

Não, brasileiros podem entrar na Bolívia sem visto, apenas com o passaporte com validade mínima de 6 meses ou a cédula de identidade (RG) em bom estado e com a foto reconhecível, e emitido há menos de 10 anos.

É necessário vacina para entrar na Bolívia?

É obrigatório para entrar na Bolívia a vacina contra febre amarela, ela deverá ser tomada no mínimo 10 dias antes do embarque, e tem validade vitalícia.

Qual o fuso horário da Bolívia?

 A Bolívia está 4 horas a menos que a UTC, portanto 1 hora a menos que o Brasil  – (horário de Brasilia), mudando no horário de verão, que fica 2 horas a menos.

É recomendado usar seguro saúde?

Não só como a Bolívia, mas em qualquer outro pais, o seguro saúde é bem recomendado, e algumas seguradoras tem seguro até contra extravio de malas. Vale a pena contratar.

Qual o idioma falado pelos bolivianos?

Os idiomas falados são: espanhol, quechua , aimara e guarani. Nos atrativos turísticos o inglês também é usado.

Valle de la Luna

Quanto dinheiro levar?

A Bolívia é um pais pobre, então geralmente as coisas são baratas, e além disso é possível pechinchar.

Dependendo dos passeios, terão um custo elevado, principalmente um passeio pelo deserto, mas se contratar tudo antes de viajar o custo na própria viagem será pouco.

Considere entre 25 a 50 dólares por dia – sem contar a hospedagem e os passeios, mas se você for econômico, certeza que voltará com dinheiro.

Tempo de viagem desde La Paz as principais cidades:

Em ônibus:
La PazSucre10h
La PazPotosi8h
La PazUyuni12h
La PazCochabamba6h
La PazLago Titicaca2h
La PazDeserto do Atacama19h
La PazPuno6h
La PazCopacabana3h30
La PazSanta Cruz de la Sierra16h
Em avião
La PazSucre40min
La PazUyuni45min
La PazCochabamba30min
La PazSanta Cruz de la Sierra1h

Onde comprar?

Encontrará artesanatos por toda Bolívia com preços de pechinchas.

Se você estiver em La Paz, poderá dar uma passada no Mercado Negro, é como a Santa Efigênia de São Paulo, mas um pouco mais bagunçada. Também poderá ir ao Artesania Sorata para encontrar diversidade de artesanatos ,o Mercado Lanza – mercado que encontrará desde artesanato a comida típica e o Mercado de las Brujas, que encontrará além de artesanatos, “ervas” para todos os males.

Em Santa Cruz de la Sierra poderá ir ao Ventura Mall, um grande shopping center, ou o Paseo Artesanal La Recova, centro de artesanato.

Em Oruro – cidade entre La Paz e Uyuni acontece uma feira as quarta-feiras e aos sábados que se vende de tudo, e os produtos estão livres de impostos.

Salar de Uyuni

Observações:

O sul da Bolívia é deserto, ou seja, não tem nada, absolutamente nada, portanto enquanto estiver fazendo os passeios e admirando maravilhosas paisagens, e sentir aquela necessidade de usar o banheiro, deverá fazer como os nossos irmão primatas faziam, usar o banheiro natural, o máximo que poderá usar, é a parte de trás do carro e avisar aos demais que “está usando o banheiro”.

Outro fato importante de ressaltar é sobre a altura, as principais cidades bolivianas estão a uma altura de no mínimo 2000 metros, por esse motivo algumas pessoas passam mal quando chegam.

Recomenda-se no dia da chegada, descansar por pelo menos 24 horas, comer comidas leves, beber muita água – chá de coca também é bom, e em algumas farmácias vendem pastilhas para  o “mal de altura” e  evitar esforços físicos.

Sobre alimentações: evite comer legumes e vegetais crus, prefira os cozidos, não compre comidas vendidas nas ruas e água somente mineral em garrafa.

Avatar

Katia

Kátia Ribeiro - Luxury Concierge, assessora em viagens exclusivas pelo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *