Guia de viagem – Hungria

Ponte das Correntes

Planeje sua viagem a Hungria!

Todas as informações necessárias e sugestões de roteiros para você escrever no seu diário uma magnífica viagem.

Hungria

Como ir?

Praticamente todas as cias aéreas européias voam para Hungria, além disso pode-se ir com outras do Oriente Médio:

Swiss
Alitalia
Ibéria
TAP
Lufthansa
Air France
KLM
Latam
British Airways
Turskish Airways
Qatar

Não há voos diretos, mas é fácil chegar através de conexões nas principais capitais da Europa ou desde Doha.  Além de voos para a Hungria, é possível chegar em trem ou em ônibus desde países vizinhos. Entre Abril e Outubro há um serviço de barco (Mahart Rt) que liga Viena a Budapeste em uma viagem de 6 horas saindo de Viena e 5 horas saindo de Budapeste.

Bastião dos Pescadores

Quando ir?

Como a Hungria está no Hemisfério Norte, as estações são ao contrário das nossas, ou seja, quando estamos no verão eles estão no inverno. A melhor época para visitar é entre a primavera e o outono – desde Abril a Outubro, embora o verão seja a estação mais agradável – que é entre Junho e Agosto.

Quantos dias ficar?

Na capital húngara merece de 3 a 4 noites para desfrutar e conhecer os principais atrativos. No interior da Hungria há outras cidades menores que vale a pena a visita, como o Lago Ballaton. Assim como a República Theca e Áustria, a Hungria geralmente é visitada combinada com outros países, se houver mais tempo para visitar o país, separe ao menos 7 dias para viajar pelas cidades próximas da capital

Qual a voltagem e o tipo de tomada na Hungria?

A voltagem é de 220 e a tomada é do tipo europeu – dois furinhos redondos (figura C) e dois furinhos redondos com dois detalhes na parte de cima e de baixo (figura F).

Qual a moeda?

Na Hungria a moeda é a Florim Húngaro, os cartões de todas as bandeiras são aceitos em hotéis, restaurantes e lojas. Nas casas de câmbios é possível trocar Euro ou Dólar pela moeda.  

Que roupa usar?

Se a viagem for durante o verão, leve roupas leves, no inverno leve casacos pesados, nas estações intermediárias leve roupas leves, mas não esqueça de alguma blusa, sapatos confortáveis são essencial, pois anda-se muito para conhecer as cidades. E sempre leve uma roupa esporte chique para sair à noite.

Clima na Hungria

No inverno é frio, nublado e úmido, mais intenso no mês de janeiro podendo chegar a -1º C, porém não é muito longo. O verão é mais agradável, podendo chegar a 21ºC entre Julho e Agosto, a primavera e o outono têm a temperatura amena. Entre Maio e Agosto é o período de mais chuva.

Onde ficar na Hungria?  

Budapeste: A capital húngara é dividida em duas partes: Buda e Peste.

Buda é a parte mais residencial e verde, um bairro central aconselhável para se hospedar é o Distrito do Castelo onde fica no alto de uma colina e a beira do Danúbio.
Peste há mais opções como: Terezváros é onde fica a belíssima rua Andrássy út e parte dela é Patrimônio da Unesco e onde fica a Ópera de Budapeste, Belváros e Lipótváros estão perto do rio, no centro, próximo as atrações turísticas, restaurantes e bares. Erzsébetváros é o antigo bairro judeu, hoje se encontra diversos bares e restaurantes, uma boa pedida para quem quer curtir a noite.

Lago Balaton: Há alguns vilarejos espalhados pelas margens do Lago, Siófok –pequena mas com uma vida noturna agitada e Balatonfured onde há várias opções de restaurantes e pousadas e há um parque bem preservado à beira do lago, são boas opções para se hospedar e fazer os passeios no lago.

Gyor:  A cidade que fica entre Viena e Budapeste, o centro histórico é a melhor opção.

Visegrád: Alguns hotéis mais baratos estão localizados perto da Fellegvar e a Torre de Salomão             .

Hollokõ: Casas particulares – negociando o preço direto com o proprietário.

O que visitar na Hungria?

Budapeste: Castelo do Széchenyi, Termas, passeio de barco, Praça Memorial de Raoul Wallenberg, Palácio Real de Gödöllö, museu de Sissi, Ponte Széchenyi Lánchíd

(Lado Buda): Museu da História Militar, Bairro do Castelo de Buda, Bastião dos Pescadores, Igreja Matias, Túmulo do soldado desconhecido, Jardim Zoológico, Museu Franz Liszt, Casa do Terror, Grande Ópera, Citadella, Igreja das Rochas (Sziklatemplom), Galeria Nacional Húngara. Há um free tour diário que tem uma duração de 3 horas e 30 minutos, fazendo uma caminhada básico pelos principais pontos turísticos e contando um pouco a história da cidade.

(Lado Peste): Museu de Belas Artes, Praça dos Heróis, Castelo de Vajdahunyad, Avenida Andrassy, Ópera Nacional da Hungria, Basílica de Santo Estevão, Sinagoga (a maior da Europa), Academia das Ciências, Parlamento, Mercado Central, Bairro Judaico, Museu Etnográfico Néprajzi, peatonal Váci Utca.

Lago Balaton: O segundo maior lago da Europa. Durante o verão aproveite para um clima balneário com esportes, shows, pedalinhos e festas e durante o inverno divirta-se patinando no lago congelado. Ao lado oeste do lago há as águas termais de Héviz, além dos três palácios barrocos – Palácio Festetics em Keszthely e a pequena selva Little Balaton. Na costa sul há pequenas cidades com spa, vinícolas, hotéis-castelos e a maior plantação de nozes da Europa. E curtir uma festa na pequena cidade de Siófok.

Sopron: Castelo de Fertod (Versalhes da Hungria), Lago Ferto, Parque Nacional Ferto-Hanság.  

Pécs: Praça Széchenyi, Catedral Pécs, Mesquita de Pasha Qasim, Ruas Kiraly Utca e Ferencesek Utca, Fonte Zsolnay, antiga fábrica de porcelana Zsolnay, Capela Ortodoxa Grega, Estátua de São Francisco de Assis, Praça Kossuth, Sinagoga e Teatro Nacional.

Gyor: Centro histórico barroco, .  

Eger:  Fortaleza do século XVI, Básilica de Eger-  a segunda Maior da Hungria, igrejas barrocas, minarete turco, adega de Szépasszonyvolgy (Vale da Mulher Formosa), ruinas do castelo (Var), rua peatonal Dózsa Gyorgy tér, Universidade Líceum, Camara Escura e Praça Dobó István tér.

Hollokõ: Castelo, casas campesinas convertidas em museu ou exposições de artesanatos, sendero Var, Igreja do século XIX com o campanário de madeira.

Godollo: Castelo da Sissi e os jardins.

Szentendre (Santo André): Centro de arte de Szentendre, Museu Etnográfico ao ar livre (Szabadréri Néprajzi Múzeum), Igreja Ortodoxa, museu de Ceramista Margarita Kovács.

Esztergom: Basílica de Esztergom,  Capela Bakócz, Visegrád (antiga sede real).

Visegrád: Antiga Capital da Hungria – Castelo Visegrád (Castelo de Nuvem), Ponte Mehmed Paxá Sokolovic, Torre de Salomão, Fellegvar – fortaleza do século XIII.

É necessário visto para entrar na Hungria?

Não, brasileiros podem entrar na Hungria sem visto, apenas com o passaporte com validade mínima de 6 meses, podendo ficar até 90 dias como turista.

É necessário vacina para entrar na Hungria?

Não é obrigatória.

Qual o fuso horário da Hungria?

A Hungria está 1 hora a mais que a UTC , portanto 4 horas na frente que o Brasil (horário de Brasilia), durante o verão europeu – entre março e outubro adianta 1 hora, ficando 3 horas a mais que o Brasil (horário de Brasilia).

É recomendado usar seguro saúde?

Sim, devido ao Acordo de Schengen, é exigido que o turista tenha um seguro ao entrar em qualquer pais que faça parte da União Europeia.

Qual o idioma falado pelos húngaros?

Na Hungria o idioma é o húngaro, porém muitas pessoas falam alemão, e quase todas falam russo. Nos atrativos turísticos  o inglês é usado. Alguns circuitos são oferecidos com o idioma espanhol.

Quanto dinheiro levar?

A Hungria não é um país caro, o que ajuda também é a moeda local – Florim Húngaro, por exemplo: € 1,00 = HUF 315,00 – (cotação janeiro/2016), dessa forma em torno de € 30 a € 50 por dia é o suficiente.

Tempo de viagem  entre cidades da Hungria  e algumas capitais europeias:

Em ônibus:
BudapesteViena3h
BudapestePraga8h
BudapesteBratislava2h40
BudapesteBrno5h
Em trem:
BudapesteViena2h30
BudapestePraga7h
BudapesteBratislava2h40
BudapesteBerlim12h
BudapesteMunique7h
BudapesteZurique11h
BudapesteSalzburgo5h30
BudapesteInnsbruck7h30
BudapesteZagreb6h30
BudapesteCracóvia10h30
BudapesteDresden9h30
BudapesteVarsóvia11h
BudapesteLiublina10h
BudapesteLinz4h30
BudapesteCeska Trenova10h
BudapesteMedias10h30
BudapesteSighsoara11h30
BudapestePassajirskii (Kiev)25h
BudapesteMoscou38h
BudapesteBucareste16h30
BudapesteEger2h
BudapesteKosice3h
BudapesteBrno4h

Onde comprar?

Em Budapeste há o Mercado Central que está na Praça Fovám tér 1-3 fica aberto segunda-feira das 6:00 as 17:00 e de terça-feira a sexta-feira 6:00 as 18:00. Mercados de Pulga (Ecseri) que está localizado na Nagykorosi út 156 e na Rua Váci onde há lojas com produtos típicos, souvenires, produtos para o lar, roupas, cristais, têxteis, bordados e porcelana.

Avatar

Katia

Kátia Ribeiro - Luxury Concierge, assessora em viagens exclusivas pelo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *