Guia de Viagem – Marrocos

Fez

Planeje sua viagem a Marrocos!

Todas as informações necessárias e sugestões de roteiros para você escrever no seu diário uma magnífica viagem.

Marrocos

Como ir?

Algumas cias aéreas europeias  e do Médio Oriente voam para Casablanca. As principais cias são:

Royal Air Maroc              
Ibéria
Latam (até Madri com Latam, depois voos da Ibéria ou Air Royal Maroc)
TAP
KLM
Lufthansa
Alitalia 
Airfrance
Turskish Airlines

Quando ir?

Durante os meses de junho a agosto as temperaturas poderão chegar aos 40 graus. Entre outubro maio a temperatura é ideal, pois eles estarão entre o outono e a primavera, onde a temperatura é mais amena.

Marrakech

Quantos dias ficar?

Geralmente os tour em Marrocos são entre 7 a 12 noites. Em 7 noites é o suficiente para visitar as cidades imperiais como são conhecidas: Casablanca, Rabat, Fez e Marrakesh. Para aqueles que querem estender a estadia um pouco mais nesse país, 10 noites é recomendável para além das cidades imperiais, visitar por exemplo: Tanger, Essaouira, Ait Benhaddou  e Vale Todgha

Qual a voltagem e o tipo de tomada em Marrocos?

A voltagem é de 220 e a tomada é do tipo europeu – dois furinhos redondos (figura C).

Qual a moeda?

Dirham Marroquino é a moeda deles, mas poderá chegar no país com euros ou dólares e trocar nas casas de câmbios, alguns hotéis fazem o cambio,  os cartões de todas as bandeiras são aceitos em hotéis, restaurantes e lojas.

Fez

Que roupa usar?

Em se tratando de um país arábe, mesmo que seja verão é importante o uso de roupas sem decotes, longas e nada justo. Roupa leve e confortável, assim como sapatos confortáveis é essencial. Para mulheres, mesmo se for levar algo que mostre os ombros não se esqueça de levar uma echarpe. Caso viaje no período de verão, leve roupas claras.

Clima em Marrocos

O clima, de maio a outubro, tem temperaturas agradáveis e dias ensolarados. Os invernos são suaves e ensolarados nas cidades baixas e frio e irrigado nas regiões montanhosas  com nevadas no Atlas. Nas proximidades do Saara, os ventos secos podem aumentar a temperatura até 45° C (especialmente no mês de agosto).

Volubilis

Onde ficar em Marrocos?       

Algumas cidades marroquinhas como Fez, Rabat e Marrakesh possuem Medinas, que é a parte antiga da cidade separada por muralhas.

E portanto há opções de se hospedar dentro das Medinas, onde poderá ter mais contato com a cultura marroquina.
Em Fez a Medina é muito confusa, parecendo um labirinto com suas ruas estreitas, em Marrakech as ruas da Medina são mais largas, facilitando a circulação.
Mas atenção, pois nas Medinas não são permitidos acessos com carros, dessa forma deverá alugar uma carroça para transportar as malas.

Além de hotéis de bandeiras reconhecidas e hotéis menores, ou hostel, em Marrocos tem a opção de se hospedar em Riad que é uma casa com pátio interno ou palácio com jardins, que têm no máximo 10 quartos. Eram as casas que habitavam os burgueses, que com o passar do tempo se mudaram para cidades maiores. Esses Riads faz com que o hospede tenha mais aproximação com os marroquinos – as melhores cidades para esse tipo de hospedagem são: Marrakech, Fez e Quarzazate .

Em Casablanca, o centro financeiro de Marrocos, poderá escolher a opção de se hospedar em Corniche, que está próximo a Boulevard de l’Ocean Atlantique e a Praça Mohamed V.

No Deserto têm duas opções de acampamento:
luxo – com banheiro privativo e camas de armação;
normal – com banheiro coletivo e colchão no chão ou albergues.

Rabat é a capital marroquina, e as opções de hospedagem são: Uday e Medina, os bairros mais tradicionais, estão localizados próximo ao litoral. Os bairros de classe alta:  Les Orangers, Mabel, ou Agdal Hay Riad Hassan, possuem mansões e casas luxuosas.

Em Marrakesh fora, porém perto da Medina, uma opção de hospedagem é no bairro francês ou o bairro moderno – Guéliz.

Em Fez, a opção é dentro da Medina na zona Bad Bou Jeloud, ou então fora da Medina em Ville Nouvelle.

Marrakech

O que visitar em Marrocos?

Casablanca: Mesquita Hassan II, Avenida Mohamed V, Catedral Sagrado Coração, Souk de Habous, Morroco Mol, Comiche.

Marrakech: Praça Djemas El Fna, Palácio Bahia, Túmulos Saadianos, Estação de trem,  Avenida Mohamed V, Mesquita Koutubia e Jardins, Jardim Majorelle, Teatro Real, Souks, Palmeiral, Escola Corânica – Madrassa Ben Youssef, Museu de Marrakech,.

Méknes: Tumulo Moulay Ismail, Sitios Reias, Praça Lahdim, Portas da Cidade – Bad Mansour el Aleuj, Lago Agdal, Volubilis (a 25 Km da cidade).

Rabat: Palácio Real, Mausoléu Mohamed V e Torre Hassan, Kasbah L’Oudaya, Ruinas Chellah.

Fez: Medina, Medina na parte El Bali, Bairro Judeu, Madrassa Bou Inania, Biblioteca, Souk, visitar alguma fábrica de couro,  Palácio Real – visitas somente por fora,  Universidade e Mesquita de al-Quaraouiyine – (a universidade mais antiga do mundo) – visitas somente por fora, é proibido a entrada de não muçulmano.

Fez

É necessário visto para entrar em Marrocos?

Não, brasileiros podem entrar em Marrocos sem visto, apenas com o passaporte com validade mínima de 6 meses, podendo ficar até 90 dias como turista.

É necessário vacina para entrar em Marrocos?

Não é obrigatória.

Qual o fuso horário em Marrocos?

Marrocos está no mesmo horário UTC, portanto 3 horas a mais que o Brasil (horário de Brasilia), mudando no horário de verão, onde se adianta 1 hora.

Mesquita de Haçane II – Casablanca

É recomendado usar seguro saúde?

Não só como em Marrocos, mas em qualquer outro pais, o seguro saúde é bem recomendado, e algumas seguradoras tem seguro até contra extravio de malas. Vale a pena contratar.

 Qual o idioma falado pelos marroquinos?

Os idiomas oficiais são: árabe, tamazight  e francês. Nos atrativos turísticos o inglês e espanhol é usado. E muitos  pacotes turísticos oferecem guias falando espanhol.

Quanto dinheiro levar?

Como todo país árabe, a barganha faz parte da cultura, então para compras sempre é possível levar um bom preço, a comida também não é cara, e se optar por pacotes, geralmente são oferecidos meia pensão ou pensão completa – ou seja – café da manhã e jantar, ou café da manhã, almoço e jantar. Na cotação em Agosto/2015 € 1  é equivalente a 11 Dirhans, o ideal é que não troque todo o dinheiro assim que chegar no país , pois se não usar tudo o cambio para euro é baixo, dessa forma perderá dinheiro. O ideal é trocar entre € 250,00 a € 300,00 e caso tenha mais necessidades, poderá trocar mais, ou pagar em euro, já que em muitos lugares eles aceitam essa moeda. 

Rabat

Tempo de viagem  desde Casablanca  a cidades próximas:

Em ônibus
CasablancaRabat1h
CasablancaFez4h
CasablancaMarrakech3h30
CasablancaMeknes3h30
CasablancaTanger3h30
CasablancaChefchaouen4h
CasablancaEl Jadida1h20
CasablancaSafi3h

Onde comprar?

Nada tem preço fixo e pechinchar faz parte da cultura marroquina. Portanto não tenha dó de oferecer muito menos pela mercadoria. Tente não demonstrar interesse pelos artigos, pois quando isto acontece, eles tentarão te vender a mercadoria até quando você já tiver saído da loja. Se quiser efetuar uma compra, entre no jogo e se possível faça uma pesquisa entre as lojas.

Os mercados centrais das medinas são as melhores opções de compra. De babouchies (os típicos sapatos de couro muçulmanos) a especiarias, passando por cerâmicas, trabalhos em madeira ou ferro, roupas típicas, luminárias e tapeçarias. A variedade é grande.

Outro artigo característico que vale atenção são os produtos de beleza à base de óleo de argan, uma variação de oliveiras típicas da região.

Avatar

Katia

Kátia Ribeiro - Luxury Concierge, assessora em viagens exclusivas pelo mundo.

4 thoughts to “Guia de Viagem – Marrocos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *