Sugestões de Roteiros – Espanha

SUGESTÕES DE ROTEIROS:

Espanha também é uma porta de entrada para Europa, primeiro pela facilidade de voos diretors, segundo pelo valor das passagens aéreas e terceiro também pelo idioma, que é semelhante ao português.
Muitos roteiros poderão ser feitos na Espanha, é um país pequeno, mas separados por regiões e inclusive combinar com paises vizinhos, como Portugal, França e até Marrocos.

Além da capital Madri, Barcelona também pode ser a cidade de chegada e cidades para roteiros curtos.
Para quem está de passagem pela Espanha, e for entrar por Madri, poderá além da capital, conhecer as cidades pequenas que estão próximas.

Escapada Espanhola

05 noites em Madri

1) Madri

Chegada ao aeroporto. Traslado para o hotel. Hospedagem.

2) Madri

Café da manhã. Pela manhã passeio panorâmico pela cidade; Contemplaremos suas origens medievais como fortaleza árabe enquanto percorremos o bairro Morería, caracterizado pela antiguidade de seus edifícios. Percorreremos a Madrid cortês dos Austrias com Filipe II e os seus edifícios renascentistas e barrocos na Puerta del Sol, Plaza Mayor e Plaza de la Villa. Veremos a Madrid dos Bourbons e o traçado urbano de Carlos III, o Palácio Real, a Fonte de Cibeles, Netuno e a Porta de Alcalá. Admiraremos as obras do s. XIX como a elegante Plaza de Oriente e o Museu do Prado; Conheceremos a Madrid contemporânea com avenidas como Gran Vía, Paseo de la Castellana, Barrio de Salamanca, Plaza de Castilla, Parque del Oeste, Ciudad Universitaria, zonas comerciais e financeiras da Madrid Moderna, a emblemática Plaza de Toros de las Ventas e o Estádio Santiago Bernabéu. Hospedagem.

3) Madri – Toledo – Madri

Café da manhã. Saída para a cidade de Toledo. Declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, a pequenina cidade é uma das cidades mais bonitas da Espanha. Primeiramente, comece a curtir o visual da Carretera de Circunvalación. A estradinha rodeia a cidade e tem mirantes incríveis para ver o vilarejo emoldurado pelo Rio Tejo e pela Puente de Alcântara. Outro visual imperdível é do alto da Iglesia de los Jesuítas. Isso porque a vista maravilhosa recompensa o esforço da subida. Em seguida, caminhe pelo centro histórico e confira a beleza das monumentais Puerta de Bisagra e a Puerta del Sol. Além disso, visite o museu dedicado ao artista El Greco, o artista mais ilustre de Toledo. A Judería, bairro judeu da cidade, tem ruelas estreitas para caminhar sem pressa. A Sinagoga de Santa María la Blanca, são pontos que deverão estar no roteiro. Mas a atração mais famosa é certamente o Monastério de San Juan de los Reyes. Nele, você tem chance de visitar a igreja e os claustros em projetos em arquitetura gótica com forte inspiração árabe.Retorno a Madri. Hospedagem.

3) Madri – Segóvia – Madri

Café da manhã. Saída para a cidade de Segóvia. Ela é famosa por seu impressionante aqueduto romano, que corta a cidade antiga. Construído no século 2º, ainda está lá, firme e forte, dominando o cenário. Dali, vale rumar para a bela Catedral de Segóvia, de arquitetura gótica e imensa. Por lá, caminhe pelas vielas, atravesse praças e pare nos mirantes panorâmicos. As atrações mais distantes são o incontornável Alcázar e a Granja de San Ildefonso. A Granja é um complexo formado por um Palácio Real do século 18 e seus belos jardins. Já o imperdível Alcázar é uma fortaleza reconstruída diversas vezes desde o século 12 e que já serviu de residência oficial para diversos reis de Castilla. Foi nesse local que Isabel I foi coroada rainha. Mas já serviu também de prisão e de sede da Real Escola de Artilharia da Espanha. Chegou a ser parcialmente destruído por um grande incêndio no século 19. Com formato de castelo e afastado do centro histórico, impressiona mesmo de longe. A visita pode ser por conta própria ou guiada e permite ver vários salões, quartos e aposentos da propriedade. Retorno a Madri. Hospedagem.

4) Madri – Salamanca – Ávila – Madri

Café da manhã. Saída com destino a Salamanca , cidade universitária. Comece seu roteiro do dia pelas Escuelas Mayores e Escuelas Menores da Universidade de Salamanca. Continue passeando pelo centro histórico — veja a Casa de las Conchas, a Pontificia Universidad. Visita pela Catedral Nova, a Catedral Velha e atravesse a Ponte Romana para apreciar Salamanca do outro lado do rio. Saída a Ávila , é a mais famosa cidade amuralhada da Espanha. Dentro dos paredões, guarda um excepcional conjunto de igrejas, praças e palácios renascentistas, em meio a ruelas encantadoras. A cidade é pequenininha. A atividade imperdível é caminhar pela parte aberta de seus dois quilômetros de muro. Em vários pontos, é possível subir para ver a cidade lá do alto e contar suas nove portas, sendo a Puerta del Alcázar a mais famosa delas. É também a cidade com o maior número de igrejas por metro quadrado da Espanha. Entre ao menos na bela Catedral de Ávila (a torre faz parte da muralha) e continue o passeio atravessando a Plaza del Mercado Grande. Para ver Ávila todinha, o melhor mirante é o Cuatro Postes. Retorno a Madri. Hospedagem.

5) Madri – El Escorial – Madri

Café da manhã. Dia de conhecer El Escorial que tem muitos números e fatos impressionantes. Esta grandiosidade foi levantada no tempo recorde de 21 anos no século 16.Consta com 1.200 portas, 1.600 pinturas, 5.000 manuscritos, entre os mais de 40.000 livros da biblioteca, 2.673 janelas, 9 torres e mais de 7.000 reliquias de santos que procedem de diferentes partes do mundo.Levantado entre 1.563 e 1584 como forma de comemorar uma vitória ou como monumento à grandeza da coroa. E seus jardins, é que faz com que sua beleza seja mais destacada. Retorno a Madri. Hospedagem.

5) Madri – Cuenca – Madri

Café da manhã. Saída para Cuenca. O destaque, vai para a sua zona histórica, ou bairro antigo, que se encontra situado na confluência dos rios Júcar e Huecar. Esta zona histórica e medieval, encontra-se assente numa plataforma rochosa, entre grandes desfiladeiros. Este facto, permite que de qualquer um dos seus miradouros, se possa desfrutar de vistas panorâmicas de excelência. Comece a sua visita pelo centro histórico e visite o Convento de Las Pretas, a Catedral e o museu de Cuenca. Por entre estreitas ruelas fantásticas, deixe-se conduzir até às Casas Suspensas … parecem realmente desafiar a gravidade! Depois, passe a ponte suspensa de San Pablo e visite o Mosteiro com o mesmo nome. Regresse ao inicio da ponte e percorra o trilho até ao miradouro de Cuenca e visite ainda as ruinas do castelo. Pela tarde saída para a Ciudad Encantada, é um complexo de estruturas rochosas com formas extravagantes que lembram animais e coisas do mundo real. Dentro deste mundo de fantasia, existem os seguintes protagonistas:

  • Alto tormo É, nada mais e nada menos, um dos maiores símbolos de Cuenca. Seu nome vem do latim tumulus, que significa rocha proeminente. O processo de erosão fez com que a Natureza esculpisse esta rocha com o típico formato de cogumelo, que poderá descobrir ao longo do percurso.
  • Os barcos, este é um lugar que lembra um porto em terras estranhas. Faz lembrar três grandes navios, preparando-se para partir para o mar aberto.
  • O cachorro, esta figura foi moldada pela Natureza de forma caprichosa até se transformar num cão grande, com focinho arredondado e cauda cortada. Ele está localizado em uma floresta aberta de pinheiros negros.
  • A ponte romana, é um arco semicircular que indica que aqui existiu uma antiga galeria subterrânea por onde circulava um riacho.
  • A face do homem, como o próprio nome sugere, não é difícil usar um pouco de imaginação para ver o rosto de um homem. Você pode ver perfeitamente os olhos, o nariz, as maçãs do rosto, o queixo, o pescoço.
  • Pouco antes de entrar numa rede de becos escuros, podemos ver de repente a figura de uma foca andando na corda bamba, segurando uma bola com o nariz.
  • Uma passagem natural estreita e úmida foi batizada de tobogán.
  • O mar de pedra seu nome técnico é lapiaz, e é uma grande estrutura horizontal formada por um tipo de rocha com textura espumosa ou em favo de mel.
  • A luta entre o elefante e o crocodilo essa é a cena onde acontece a luta épica entre um elefante e um crocodilo. Na realidade, e para ser científico, é uma ponte natural resultante do colapso e subsequente colapso dos picos próximos. Tal como as restantes figuras do percurso, esta ponte está sujeita a constantes erosões, pelo que mais cedo ou mais tarde acabará por ruir.
  • Bem-vindo à puerta del convento, são os restos de uma antiga galeria subterrânea de água, que neste caso adquiriu a forma de um arco ogival.
  • A tartaruga põe a cabeça para fora da carapaça para nos observar com o seu olhar sábio e cansado.
  • Dois grandes ursos dividem espaço em outra cena.
  • Os amantes de Teruel, chegando à última representação do percurso, que simboliza o amor impossível entre dois jovens que se querem fundir num único beijo, algo que o destino finalmente permitirá.

Retorno a Madri. Hospedagem

6) Madri

Café da manhã e traslado ao aeroporto.

Madri e Andalucia


02 noites em Madri / 01 noite em Córdoba / 02 noites em Sevilha / 01 noite na Costa del Sol / 01 noite em Granada / 01 noite em Madri

1) Madri

Chegada e traslado para o hotel. Hospedagem.

2) Madri

Café da manhã. Pela manhã passeio panorâmico pela cidade; Contemplaremos suas origens medievais como fortaleza árabe enquanto percorremos o bairro Morería, caracterizado pela antiguidade de seus edifícios. Percorreremos a Madrid cortês dos Austrias com Filipe II e os seus edifícios renascentistas e barrocos na Puerta del Sol, Plaza Mayor e Plaza de la Villa. Veremos a Madrid dos Bourbons e o traçado urbano de Carlos III, o Palácio Real, a Fonte de Cibeles, Netuno e a Porta de Alcalá. Admiraremos as obras do s. XIX como a elegante Plaza de Oriente e o Museu do Prado; Conheceremos a Madrid contemporânea com avenidas como Gran Vía, Paseo de la Castellana, Barrio de Salamanca, Plaza de Castilla, Parque del Oeste, Ciudad Universitaria, zonas comerciais e financeiras da Madrid Moderna, a emblemática Plaza de Toros de las Ventas e o Estádio Santiago Bernabéu. Hospedagem.

3) Madri – Córdona

Café da manhã. Saída para Cáceres, cidade Património Mundial, mistura arquitetónica de românico, islâmico, gótico e renascentista italiano. Caminharemos pelo seu centro histórico, Bairro Medieval e sua Plaza Mayor. Continuação para sul em direção a Córdoba, antiga capital do Califado. Hospedagem.

4) Córdoba – Sevilha

Café da manhã. Visita à impressionante Mesquita/Catedral que irá relaxar a mente e o espírito ao caminhar pelas ruas estreitas do Bairro Judeu. Depois, após uma curta viagem de cerca de duas horas, chegada a Sevilha. Hospedagem.

5) Sevilha

Café da manhã. Pela manhã, visita monumental e panorâmica da cidade – a Catedral vista de fora, a segunda maior do mundo católico depois da Basílica de São Pedro em Roma. Bairro típico de Santa Cruz, cenário natural de “Carmen” e também local onde se desenvolveu o mito de “Don Juan”. Parque María Luisa e Plaza de España. – Tarde livre para descobrir diferentes perspetivas e sabores específicos desta cidade ativa e cheia de luz. Hospedagem.

6) Sevilha – Costa del Sol

Após o café da manhã, saída para sul pela rota Pueblos Blancos em direção a Ronda; tempo livre para admirar esta cidade de origem celta com maravilhosas vistas do vale e das montanhas. À tarde, continuação para uma das zonas mais modernas e importantes de interesse turístico internacional, a Costa del Sol. Hospedagem.

7) Costa del Sol -Granada

Café da manhã. Saída para Granada e seu incrível e surpreendente entorno monumental, último reduto do Reino Nasrida de Granada até 1492. Visita aos mundialmente famosos Jardins de Alhambra e Generalife, fontes, jardins, pátios que com suas vistas e sons inspiraram autores. W. Irving em seus “Contos da Alhambra”. Resto da tarde livre. Hospedagem.

8) Granada – Madri

Café da manhã. Saída em direção ao norte onde se ergue a impressionante cidade imperial de Toledo, sob o céu castelhano e rodeada pelo rio Tejo – Património Mundial e berço de civilizações – onde coexistiram as três culturas, cristãs, muçulmanas e judaicas. Extrato da arte, história e espiritualidade do país, toda a cidade é Monumento Nacional. Interessante visita aos monumentos mais importantes, às suas ruas estreitas e à técnica damascena (incrustação de metais preciosos no aço). Continuação em direcção a Madrid. Hospedagem.

9) Madri

Café da manhã, traslado ao aeroporto.

Extensão a Málaga

Desde Granada, poderá fazer uma extensão a Málaga.

02 noites em Málaga

8) Granada – Málaga

Café da manhã. Saída em direção a Málaga. É uma cidade maravilhosa do sul da Espanha. Com seus altos coqueiros espalhados por todo o lugar, foi fundada antes do nascimento de Cristo, no século XII a.C, pelo fenícios. Desse modo, imagine quanta história você pode encontrar por ali. Entretanto, não só de história vive a cidade, mas também do turismo de suas praias sensacionais, da boa comida, da vida noturna agitada, da cultura e da arte. Pablo Picasso nasceu em Málaga e tem um museu em sua homenagem que leva seu nome e é repleto de suas pinturas e esculturas revolucionárias, além da igreja que ele foi batizado e a casa que ele cresceu. Hospedagem.

9) Málaga

Café da manhã. Saída em direção à Plaza de la Constitución, um espaço com diversas repartições públicas e privadas. Passe pela Calle Nueva, uma das ruas mais conhecidas da cidade, juntamente com a Calle Marqués de Larios. Ambas são largas, charmosas e cheias de lojinhas. Após passar pela Praça e junto à Fonte de Gênova, vá em direção à Catedral de Málaga, através desta última rua mencionada – também chamada de Catedral de la Encarnación, é uma das joias do Renascimento espanhol. A saber, a população malaguenha a chama de “La Manquita”. Por causa de uma das torres sobre sua fachada principal, que não foi finalizada até hoje. A construção deriva de uma antiga mesquita, e as obras terminaram somente no século XVIII. Aprecie o centro histórico, a arquitetura, a beleza do piso todo em mármore.
A 400 metros da Catedral, fica o Museu Picasso. É um espaço relativamente pequeno, mas que explica cada fase da vida do pintor e um pouco de suas obras. Além disso, em algumas épocas do ano, há diferentes exposições. Com efeito, caminhe por mais 300 metros e encontre as ruínas de um antigo Teatro Romano. Fica junto à entrada principal de Alcazaba, cujas muralhas estão acima. É possível caminhar pelo seu interior. Acima de tudo, o curioso é que este anfiteatro só foi descoberto recentemente, no ano de 1951. De tal sorte que, quando um prédio que estava construído em cima foi demolido, esta preciosidade veio à tona. Do anfiteatro, você estará a poucos passos de Alcazaba, a atração mais visitada da cidade. Aqui encontrará uma construção com quase mil anos, de origem árabe. Unido à Alcazaba pelas muralhas exteriores, o Castelo de Gibralfaro foi construído no século XIV. Tinha o objetivo de acolher aos militares que protegiam a alcáçova. Por sua vez, é um dos mais importantes monumentos medievais islâmicos. Apesar de parecer mais uma fortaleza do que propriamente um castelo, foi utilizado por alguns reis católicos como residência. Passeie pelo terreno do castelo, explore seus lindos jardins e veja o profundo Pozo Airón. Suba a muralha para ver a catedral, o portão e a cidade de Málaga. Dali, é possível ter uma vista espetacular do Mar de Alborão até o Marrocos, e da Plaza de Toros La Malagueta. Também pode-se apreciar um lindo por-do-sol. Hospedagem.

10) Málaga

Café da manhã. Saída para Puerto Banús que fica a 65 quilômetros de Málaga. A vila é conhecida pela sua exuberância e luxo demonstrados através dos grandes iates, Ferraris e outros super carros que comumente desfilam pelo local e lojas de marcas caríssimas espalhadas pelas rua principal. Construída recentemente, nos anos 70, e projetada pelo arquiteto José Banús, Puerto Banús é referência quando o assunto é entretenimento. Não faltarão opções de bares e restaurantes, além da vida noturna e dos clubes em frente à praia serem super agitados no verão. A natureza e a simplicidade de uma bela praia para se deleitar nas areias locais. As praias mais conhecidas são: Praia de El Duque ou Praia de Nueva Andalucía; e Praia do Rio Verde ou Praia de Banús.

11) Málaga

Café da manhã. Visita ao mercado público de Atarazanas. Como todo mercado público, há uma grande variedade de frutas, verduras, e produtos locais de qualidade. Atarazanas, em árabe, significa “lugar onde os barcos são reparados”. Ou seja, funcionava como um estaleiro na época dos mouros, pois ficava à beira do mar. O espaço passou por diversas modificações ao longo dos anos, e teve outras finalidades também, como convento e quartel militar. Tempo livre na praia La Malagueta. Hospedagem.

12) Málaga

Café da manhã, traslado ao aeroporto.

Costa Mediterranea

Esse roteiro também pode ser extensão do roteiro acima, logo depois de Granada, sair com destino a Valencia.

01 noite em Valência / 02 noites em Barcelona

6) Granada – Valência

Após o café da manhã , saída para a costa do Mediterrâneo. Via Murcia capital do fértil jardim do rio Segura continuamos para norte até via Alicante a segunda maior cidade da região valenciana chegando a Valência uma das principais capitais da costa mediterrânica com o seu moderno Complexo Arquitectónico das Artes e Ciências composta por seis edifícios: Hemisfèric, Umbracle, Museu de Ciências, Oceanogràfic, Palau de les Arts e Ágora. A internacionalmente conhecida “Paella” é também a origem de Valência. Hospedagem.

7) Valência – Barcelona

Café da manhã. Pela manhã, visite esta cidade luminosa, contemplando o seu centro histórico e depois passando pelo antigo leito do rio Turia e visitando o complexo mais “vanguardista”, a Cidade das Artes e das Ciências, para admirar do exterior os seus edifícios emblemáticos. . À tarde saída para norte ao longo da costa mediterrânica em direção à Catalunha via Tarragona, o Tarraco Romano. Chegada a Barcelona, ​​principal cidade do Mediterrâneo e berço do famoso arquiteto Antonio Gaudí, símbolo do Modernismo Catalão. Hospedagem.

8) Barcelona

Café da manhã. Saída para visitar a cidade mundialmente famosa após os Jogos Olímpicos de 1992, caminhar pelas principais avenidas com os impressionantes edifícios modernistas de Gaudí e Contempla as obras mais emblemáticas: Casa Milá, La Pedrera e Casa Batlló, declaradas patrimônio mundial. Parque Montjuich com vistas espetaculares da cidade e do porto, do anel olímpico, do monumento Colombo e do bairro gótico e do centro histórico. À tarde está à sua disposição para continuar descobrindo os atrativos que a cidade oferece, bem como a sua variada e requintada gastronomia. Hospedagem.

9) Barcelona – Saragoza – Madri

Café da manhã e saída para Saragoza. Tempo livre para visitar a Basílica da Virgen del Pilar, padroeira da herança hispânica, e percorrer seu centro histórico. À tarde, continuação para Madrid. Hospedagem.

10) Madri

Café da manhã no hotel e traslado ao aeroporto.

Norte da Espanha

02 noites em Madri / 01 noite em San Sebastian / 01 noite em Bilbao / 01 noite em Oviedo / 01 noite em La Coruña / 01 noite em Santiago de Compostela / 01 noite em Salamanca / 01 noite em Madri

1) Madri

Chegada e traslado para o hotel. Hospedagem.

2) Madri

Café da manhã. Pela manhã passeio panorâmico pela cidade; Contemplaremos suas origens medievais como fortaleza árabe enquanto percorremos o bairro Morería, caracterizado pela antiguidade de seus edifícios. Percorreremos a Madrid cortês dos Austrias com Filipe II e os seus edifícios renascentistas e barrocos na Puerta del Sol, Plaza Mayor e Plaza de la Villa. Veremos a Madrid dos Bourbons e o traçado urbano de Carlos III, o Palácio Real, a Fonte de Cibeles, Netuno e a Porta de Alcalá. Admiraremos as obras do s. XIX como a elegante Plaza de Oriente e o Museu do Prado; Conheceremos a Madrid contemporânea com avenidas como Gran Vía, Paseo de la Castellana, Barrio de Salamanca, Plaza de Castilla, Parque del Oeste, Ciudad Universitaria, zonas comerciais e financeiras da Madrid Moderna, a emblemática Plaza de Toros de las Ventas e o Estádio Santiago Bernabéu. Hospedagem.

3) Madri – Zaragoza – San Sebastian

Café da manhã. Saída rumo a Zaragoza. Breve parada e tempo livre para visitar a Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Padroeira da Hispanidade. Continuação rumo ao País Basco para chegar a San Sebastian. Hospedagem.

4) San Sebastian-Bilbao

Café da manhã. Na parte da manhã, saída para Bilbao, capital da província de Biscaia (Vizcaya em espanhol). Chegada e breve visita panorâmica para admirar o edifício vanguardista do Museu Guggenheim. Restante do tempo livre para passear em seu centro histórico, conhecer o Ensanche e saborear sua gastronomia. Hospedagem.

5) Bilbao-Santander-Santillana- Covadonga-Oviedo

Café da manhã. Saída para Santander, tempo livre. Continuação para a cidade de Santillana del Mar, considerada Monumento Nacional. Passando ao longo de belas paisagens, chegada a Covadonga, onde terá tempo livre para visitar o Santuário. Continuação para Oviedo. Hospedagem.

6) Oviedo-La Coruña

Café da manhã. Saída rumo à Comunidade de Galícia para chegar a senhoril cidade de La Coruña. Breve panorâmica. Na parte da tarde, saída nas Rias Altas, passando pelos típicos lugarejos de Pontedeume, Betanzos, etc. Hospedagem.

7) La Coruña – Santiago de Compostela

Café da manhã. Saída para Santiago de Compostela. Visita à cidade, importante centro de peregrinação, com a Praça do Obradoiro, a Catedral, etc. Tarde livre. Hospedagem.

8) Santiago-Salamanca

Café da manhã e saída para Salamanca. cidade universitária. Comece seu roteiro do dia pelas Escuelas Mayores e Escuelas Menores da Universidade de Salamanca. Continue passeando pelo centro histórico — veja a Casa de las Conchas, a Pontificia Universidad. Visita pela Catedral Nova, a Catedral Velha e atravesse a Ponte Romana para apreciar Salamanca do outro lado do rio. Hospedagem.

9) Salamanca – Madri

Café da manhã e saída para Madri. Hospedagem.

10) Madri

Café da manhã no hotel e traslado ao aeroporto.

Costa do Sol

02 noites em Madri / 02 noites em Sevilha / 03 noites na Costa do Sol (Benalmadena) / 01 noite em Granada / 01 noite em Madri

1) Madri

Chegada ao aeroporto e traslado ao hotel. Hospedagem.

2) Madri

Café da manhã. City tour panorâmico da cidade de Madri. Veremos as elegantes praças Oriente e de Espanha, Puerta del Sol, Cibeles, Neptuno, Atocha, Puerta de Alcala e Praça Colon, com suas grandes avenidas como a Gran Via e Alcala. Passaremos por famosas atrações, tais como o Palácio Real, o Museu do Prado, o Parque Retiro e a Praça de Touros. Na parte nova da cidade, veremos os modernos edifícios, jardins e o estádio de futebol Santiago Bernabeu, um dos maiores estádios da Europa. Retorno ao Terminal da Pullmantur. Hospedagem.

3) Madri · Córdoba · Sevilha

Café da manhã. Saída com destino à Córdoba. Visita à pé pela cidade, o centro hístórico passando pelo bairro judeu, e vista à famosa Mesquita. Continuação até Sevilha. Hospedagem.

4) Sevilha

Café da manhã. Pela manhã, visita panorâmica da cidade, passando pela Universidade, o Parque Maria Luísa, a Plaza de America, os pavilhões da exposição universal de 1929 e os jardins de Murillo. Continuação do passeio à pé pelo bairro de Santa Cruz até chegar a catedral (visita interior) com a Giralda, antigo minarete da mesquita, hoje transformada em campanário. Tarde livre. Hospedagem.

5) Sevilha · Cádiz · La Linea de la Concepción · Costa do Sol (Benalmadena)

Café da manhã. Saída até Jerez. Visita de uma de suas famosas bodegas e continuação até Cadiz. Breve passeio panorâmico na cidade. Segue-se até Medina Sidonia percorrendo a Ruta del Toro até chegaa a La Linea, cidade fronteiriça com Gibraltar. Tempo livre para quem quiser cruzar a fronteira nesse enclave britânico na penísula ibérica e seu famoso Peñón – o espetacular mirante da costa africana. À tarde, saída em direção à Costa do Sol. Hospedagem.

6) Costa do Sol (Benalmadena)

Café da manhã. Dia livre para conhecer a cidade de forma independente. Hospedagem.

7) Costa do Sol (Benalmadena)

Café da manhã. Dia livre para conhecer a cidade de forma independente. Hospedagem.

8) Costa do Sol (Benalmadena) · Granada

Café da manhã. Tempo livre. Saída até Granada. Visita do impressionante conjunto monumental de Alhambra, declarada Patrimônio da Humanidade, com seus balos Palácios nazaris e os belos Jardins do Generalife. Hospedagem.

9) Granada · Toledo · Madri

Café da manhã. Saída até Toledo. Visita dessa monumental cidade Patrimônioda Humanidade. Visita panorâmica à pé pela cidade, visitando o centro histórico, e o interoir da catedral e da igreja de S. Tomé onde se encontram muitas obras de El Greco. Continuação pelo antigo bairro judeu passando em frente à sinagoga de Santa Maria la Blanca. À tarde, saída até Madri. Hospedagem.

10) Madri

Café da manhã no hotel e traslado ao aeroporto.

Com base nesse roteiro poderá fazer uma extensão em Marrocos:

Marrocos – Extensão

01 noite na Costa do Sol (Benalmadena) / 01 noite em Rabat / 02 noites em Marrakech / 02 noites em Fez / 01 noite na Costa do Sol (Benalmadena)

1) Costa do Sol (Benalmadena) · Algeciras · Tanger · Rabat

Café da manhã. Saída margeando a costa até chegar a Algeciras e embarque em ferry para cruzar o estreito de Gibraltar em direção a Tanger. Desembarque. Breve visita panorâmica dessa cidade labiríntica e com forte presença da história européia. Continuação até Rabat, capital do Reino do Marrocos. Visita panorâmica da cidade passando pelo Palácio Real, o Mausoléu de Mohamed V, a Torre de Hassan e a Fortaleza ou Kasbash dos Oudaias. Hospedagem.

2) Rabat · Casablanca · Marrakech

Café da manhã. Saída até Casablanca, capital econômica, industrial e financeira e primeiro porto do país. Visita panorâmica dessa cosmopolita e legendária cidade. Tempo livre para poder visitar a impressionante mesquita de Hassan II, a terceira maior do mundo. Continuação até Marrakech. Hospedagem.

3) Marrakech

Café da manhã. Visita da cidade imperial e capital do sul, destacando-se a Torre Koutoubia (irmâ gêmea da Giralda de Sevilha), as tumbas Saadianas, o Palácio da Bahia e a impressionante Plaza Djemaa El Fna, Patrimônio Cultural da Humanidade e verdadeiro mostruário da vida e cultura marroquinas: ali se reúnem músicos, encantadores de serpentes, acrobatas, bailarinas, etc. Tarde livre. Hospedagem.

4) Marrakech · Meknes · Fez

Café da manhã. Saída até Meknes, capital do reino no tempo do Sultão Muley Isamil, fundador da dinastia alauita e Patrimônio Cultural da Humanidade. Visita panorâmica da cidade, passando pela porta de Bab Al Mansour, a maior e a mais bela do Norte da África; o Mausoléu de Moulay Ismail. Contnuação até Fez. Hospedagem.

5) Fez

Café da manhã. Saída pela manhã para visita panorâmica da cidade, sede da universidade mais antiga do mundo. Passeio pelos bairros judeu e cristão, as sete portas do Palácio Real e a Grande Medina de Fez, a maior zona peatonal do mundo e Patrimônio da Humanidade. Visita a uma madrassa (escola do Corão) do século XIV. Tarde livre. Hospedagem.

6) Fez · Tanger · Costa do Sol (Benalmadena)

Café da manhã. Saída até Tanger e embarque em ferry para cruzar novamente o estreito de Gibraltar rumo a Espanha. Chegada e continuação até a Costa do Sol. Hospedagem.

Ilhas Baleares

02 noites em Maiorca / 01 noite em Menorca / 04 noites em Ibiza

1) Maiorca

Chegada e traslado ao hotel. Hospedagem.

2) Maiorca

Café da manhã. Visita ao centro histórico de Palma. Logo depois visita a Cuevas del Drach, Cala Mandragó e Cap de Formentor. Hospedagem.

3) Maiorca – Menorca

Café da manhã. Saída em ferry de Alcudia em Maiorca para Ciutadella em Menorca. Chegada e pela tarde visita a Mahón, a capital, o famoso bar Covas d’En Xoroi e as praias Binidali e San Tomas. Hospedagem.

4) Menorca – Ibiza

Café da manhã. Chegada e traslado ao hotel. Tempo livre para aproveitar as praias. Hospedagem.

5) Ibiza

Café da manhã. Visita ao Centro Histórico e pela tarde tempo livre na Platja d’En Bossa. Hospedagem.

6) Ibiza – Formentera – Ibiza

Café da manhã. Saída em ferry do porto de Ibiza a Formentera (La Savina) e visita as praias de Ses Iletes, Cala Saona e Playa de Migjorn. Retorno a Ibiza. Hospedagem.

7) Ibiza

Café da manhã. Saída para visitar Cala Salada (e Saladeta), San Antony de Portmany e as Platges de Comte. Hospedagem.

8) Ibiza

Café da manhã. Traslado ao aeroporto.

Sugestões de Roteiros – Itália

SUGESTÕES DE ROTEIROS:

Itália, é um país que tem muito para conhecer! É um verdadeiro museu ao ar livre. Mas além das arquiteturas impressionates, os museus de artes, tem muito mais nesse país. Para quem gosta de vinho, a itália tem vários vinhedos. Não toma vinho? Não se preocupe, você poderá disfrutar das lindas praias do sul, a famosa Costa Amalfitana, além de conhecer a Ilha de Capri. Quer um visual de montanha? Então é hora de visitar o norte da Itália, seus lagos bordeando os Alpes. Gosta da religião católica? Vaticano é o berço do catolicismo. Além das cidades que são dedicadas aos santos: São Francisco de Assis – em Assis, Santo Antônio de Pádua – em Pádua, Santa Rita de Cássia – em Cássia. Gosta de comer bem? Por toda Itália você irá passar por restaurantes com uma boa gastronômia. Então dedique pelo menos 10 dias nesse país tão diversificado.

Itália de Norte a Sul

01 noite em Milão / 02 noites em Veneza / 02 noites em Florença / 03 noites em Roma

1) Milão

Chegada ao aeroporto e traslado para o hotel. Hospedagem. Um centro de moda internacional e considerada a cidade italiana mais “europeia”, centro financeiro e comercial. Governado na antiguidade por grandes patronos italianos como o Visconti e o Sforza, sob cujo patrocínio havia grandes artistas: Leonardo da Vinci ou Bramante. Milão, como todas as cidades ecléticas, combina o antigo e o moderno à perfeição. Tempo livre, não deixe de passear pela Via Manzoni e Napoleão e admirar as janelas das grandes empresas como Versace, Dolce e Gabbana, Gucci, Armani etc.

2) Milão – Lago de Garda – Verona – Veneza

Café da manhã. Tour de orientação de Milão com Castelo de Sforza, Scala, Piazza do Duomo e Catedral. Saímos de Milão para ir ao Lago Garda e fazer um pequeno cruzeiro de barco. Mais tarde chegada em Verona onde faremos um breve passeio de orientação e tempo livre para conhecer a Casa de Julieta, a Praça Bra e a Arena de Verona, antigo anfiteatro romano usado ou hoje como palco de Ópera. Partida para Veneza. Hospedagem.

3) Veneza

Café da manhã. Navegação em um barco pela lagoa de Veneza percorrendo suas ilhas até chegarmos à Praça de São Marcos, onde faremos um passeio de orientação com a possibilidade de visitar um forno para assistir a uma demonstração do famoso vidro Murano. Resto do dia livre. Hospedagem.

4) Veneza – Pádua – Pisa – Florença

Café da manhã. Saída a Pádua para visitar a Basílica de Santo Antônio. Continuação cruzando os Apeninos até Pisa, uma das cidades toscanas mais conhecidas e admiramos sua Torre Inclinada. Chegada na tarde em Florença. Hospedagem.

5) Florença

Café da manhã. Visita panorâmica que permitirá contemplar a Piazza della Signoria, o Duomo, a impressionante Santa Maria dei Fiore, o Batistério, Santa Croce (Panteão de personagens ilustres), Ponte Vecchio etc. Resto do dia livre. Hospedagem.

6) Florença – Siena – Assis – Roma

Café da manhã e partida para Siena, onde se destaca sua Piazza del Campo em forma de leque. Continuação pela região da Úmbria para visitar Assis com a Basílica de São Francisco. Esta cidade preserva de seu passado romano os muros, o fórum, até mesmo o Templo de Minerva hoje Igreja de Santa Maria sopra Minerva. Continuação até Roma através do Vale do Tibre. A cidade imperial ganha um charme especial ao anoitecer. Hospedagem.

7) Roma

Café da manhã. Visita ao Museus Vaticanos e Capela Sistina. Depois, visita panorâmica pelo Lungotevere, Porta Portese, a Pirâmide, Porta Ostiense, Banhos de Caracalla, Santa Maria Maior, San Juan de Letrán, Coliseu, Fóruns Imperiais, Praça Veneza, Teatro Marcello, Circo Massimo, Boca da Verdade, para terminar no Campidoglio. Caminhada incluída até o bairro de Trastevere. Tarde livre. Visita aos Coliseu e Fóruns Romanos. Hospedagem.

8) Roma – Nápoles – Capri

Café da manhã. Visita a Nápoles e traslado para Pompéia para visitar as escavações da antiga cidade romana, enterrada pela erupção do Vesúvio. Saida para Nápoles e visita panorâmica da cidade, localizada na baía que leva o mesmo nome, é a cidade mais populosa do sul da Itália, logo embaque na balsa para Capri. Chegada e visita da ilha cuja Piazzetta Central, mantendo sua modesta arquitetura urbana, está cheia de lojas luxuosas, restaurantes caros e paparazzi que caçam celebridades. Passeio de barco ao longo de uma parte da costa para admirar as grutas e penhascos que a força do mar esculpiu na ilha ao longo dos anos. Retorno a Roma. Hospedagem.

9) Roma

Café da manhã e traslado para o aeroporto.

Norte da Itália

02 noites em Milão / 02 noites em Verona / 03 noites em Veneza / 01 noite em Cortina D Ampezzo / 01 noite em Funes / 02 noites em Lago Di Garda / 02 noites em Como / 01 noite em Milão

1) Milão

Chegada e traslado ao hotel. Hospedagem.

2) Milão

Café da manhã, explore o centro da cidade. Você deve passar pelo Duomo e pela Galleria Vittorio Emanuele II e, fazer uma visita à Última Ceia de Leonardo da Vinci em Santa Maria delle Grazie.Tempo livre para caminhar pelo Parque Sempione.

3) Milão – Parma – Verona

Café da manhã e saída para Parma, uma parada imperdível para os apaixonados pela gastronomia italiana. É ali que são produzidos alguns dos melhores produtos alimentícios do mundo, conhecidos mundialmente pelo nome e sobrenome. Não deixe de degustar o autêntico presunto de Parma, conhecer a fabricação do inimitável Parmigiano Reggiano e ter uma experiência gustativa inesquecível diante de um prato de ravióli recheado com linguiça. Visite a catedral de Parma, uma das obras mais ambiciosas da arte românica do século XII e logo à sua frente, o belíssimo Batistério em mármore rosa de Verona, de forma octogonal. Para finalizar, visite o Teatro Farnese e seja imediatamente transportado para o esplendor da época do Renascimento italiano. No caminho entre Parma e Verona ficam Módena e Mântua, cidades lindas que podem – e merecem – ser visitadas, mesmo que em apenas um dia. Chegada em Verona e hospedagem.

4) Verona

Café da manhã e visita a cidade de Verona, a cidade onde se passa a história de amor inabalável de Romeu e Julieta. Apesar de Julieta ser uma personagem de Shakespeare e não haver provas concretas de que o escritor um dia tenha pisado em Verona, há uma varanda onde o imaginário coletivo crê haver pertencido à jovem apaixonada. É lá onde as pessoas rabiscam mensagens de amor na parede, tiram fotos com seus eternos namorados e onde você deve fazer sua primeira parada na cidade. Outro passeio imperdível é o Castelvecchio, um castelo medieval restaurado nos anos 50 e 60, quando ganhou um toque mais moderno. A composição do antigo e do novo o transformam em um lugar único e interessante. Não deixe de visitar também a Arena de Verona, um anfiteatro romano que data do século I. E se for verão, assista a uma das óperas que são executadas ao ar livre nesse belíssimo cenário. Bem próximo de Veneza encontra-se Pádua, a cidade onde morreu Santo Antônio, o santo casamenteiro que é, também, padroeiro dos viajantes. Talvez você tenha um bom motivo para fazer uma paradinha lá! Hospedagem.

5) Verona / Veneza

Café da manhã, saída para conhecer o mais famoso e espetacular labirinto sobre águas do mundo. Com seus becos, praças e centenas de pontes, Veneza é uma cidade inigualável, onde a população vive literalmente sobre a água. Visite as ilhas externas de Murano, famosa pelos seus lindíssimos cristais, e Burano, conhecida como uma das cidades mais coloridas da Europa. Hospedagem.

6) Veneza

Café da manhã, e dia dedicado para conhecer Veneza. A Piazza San Marco é o coração de Veneza e um lugar imperdível na cidade. A grande praça no centro da cidade abriga a Basílica San Marco, é o centro pulsante da vida veneziana, com diversos edifícios históricos e de diferentes estilos. Ela também guarda o Palazzo Ducale, o Museu Correr e a Torre Campanile. Originalmente do século 10, a Basílica di San Marco que hoje conhecemos foi a terceira igreja construída no mesmo local. De estilo românico-bizantino, ela foi construída para abrigar o corpo de São Marcos, autor de um dos Evangelhos. Sua construção, muito imponente em forma de cruz grega possui cinco cúpulas e belos portais. Rica em mármores de diferentes cores e em mosaicos impressionantes, grande parte em ouro, as imagens do interior da basílica revelam a retratação de momentos bíblicos. A torre do sino, bem na frente da Basílica de San Marco, tem 99 metros de altura. Ela já serviu como uma farol de navegação, para embarcações, e hoje sua parte mais alta está aberta ao público. O campanário oferece uma visão panorâmica incrível da cidade, que vale muito a pena conhecer! Principal canal de Veneza, ele é utilizado para transporte público da cidade e demais embarcações que circulam por lá. É uma espécie de avenida de Veneza! Caminhando pela cidade você acabará passando pelo canal em algum momento, seja a pé ou com um passeio de barco. Mais famosa dentre as várias pontes de Veneza, a Ponte Rialto atravessa o Grand Canal e durante séculos foi o único modo de atravessá-lo. A ponte em mármore tem um visual muito bonito no fim de tarde e vale a pena parar durante algum tempo em seu ponto mais alto para observar o movimento das embarcações. Próximo da ponte funciona o Mercado di Rialto, que há séculos abastece a casa de moradores da cidade com peixes, frutas e verduras. Entre um passeio e outro durante suas andanças pela cidade você pode aproveitar para fazer um passeio de gôndola. Eles não são exatamente uma pechincha, mas sem dúvida são um símbolo do romantismo da cidade, ainda mais com os gondoleiros cantando suas canções. O passeio pode ser feito até durante a noite, quando os canais de Veneza ficam mais pacatos. Hospedagem.

7) Veneza

Café da manhã, ainda conhecendo a cidade, poderá visitar a importantíssima atração de Veneza, o Palazzo Ducale (Palácio Ducal, ou Palácio do Doge), está no centro da cidade e durante vários séculos foi a sede do governo de Veneza. O edifício possui uma arquitetura externa de estilo gótico, que é bonito, mas não impressiona tanto quanto seu interior. Portanto, se tiver tempo disponível, visite-o internamente porque o passeio é incrível! O palácio é enorme, tem exposições temporárias, salões muito decorados e adornados, dentre eles os apartamentos do duque, as salas como Sala delle Quatrro Porte, Sala Consiglio dei Dieci, Sala del Maggior Consiglio, além de antigas prisões. É possível fazer uma visita guiada no local e inclusive fazer um tour chamado Itinerari Segreti, que passa por áreas mais privadas e secretas. Uma das principais pontes de Veneza, a Ponte dos Suspiros, liga o Palazzo Ducale e a Prisão Nova. Ela é uma das fontes mais fotografadas da cidade, mas tem um história triste, já que segundo uma das versões que se dá para seu nome, é dos prisioneiros que passavam pela ponte soltavam um gemido, já que estavam prestes a serem condenados no palácio ou seguir para a execução. Durante a tarde, você pode aproveitar para conhecer alguma outra igreja da cidade, como a Basílica di Santa Maria della Salute, que está às margens do Grand, é um exemplo da arquitetura barroca veneziana e foi construída em agradecimento pelo fim da peste. Hospedagem.

8) Veneza – Cortina D Ampezzo

Café da manhã e saída para Cortina d’Ampezzo é uma pequena cidade da Região do Vêneto que ficou famosa quando sediou os Jogos Olímpicos de inverno de 1956. De lá para cá, tornou-se uma das cidades mais glamorosas do mundo, frequentada por gente rica e famosa. E a razão de tanta fama é a sua inegável beleza, particularmente desfrutada pelos amantes da estação mais fria do ano e dos esportes de aventura. No inverno, você pode se divertir nas estações de esqui e na prática de escalada no gelo, fat bike, snow-kite, snowboarding, passeios de snowmobile, trekking de inverno, além de românticas descidas noturnas de trenó. Para quem sobe a montanha no verão, não vê o charme de Cortina d ́Ampezzo coberta de neve, mas ganha outras opções de passeio, como canoagem, golfe, e caminhadas com cães husky, passeio que as crianças particularmente adoram! Na Corso Itália, principal rua da cidade, as suas butiques de luxo convidam ao menos a uma olhadinha nas glamourosas vitrines. Hospedagem.

9) Cortina D Ampezzo – Funes

Café da manhã em um caminho percorrendo estradas sinuosas em meio aos picos rochosos das Dolomitas, você chega em Val di Funes. O vale pode não ser tão luxuoso nem tão conhecido quanto a cidade de Cortina d´Ampezzo, mas esse aparente anonimato de Funes está prestes a acabar. Aliás, os asiáticos já frequentam há tempos a região em busca da igrejinha bucólica que se esconde em meio aos verdes prados alpinos. Visite a chiesa di Saint John in Ranui e logo você estará exclamando o quão bela é essa região da Itália que fala alemão e ladino. Aliás, é desse dialeto curioso, o ladino, que vem a palavra “enrosadira”, um fenômeno natural surpreendente que acontece nas Dolomitas. Dependendo da posição do sol e das condições atmosféricas, o calcário das Dolomitas costuma ficar vermelho-rosado. Esse fenômeno acontece durante o nascer e o pôr do sol, as melhores horas para apreciar a paisagem de todo Val di Funes. Hospedagem.

10) Funes – Lago Di Garda

Café da manhã e saída para o maior lago da Itália é rodeado de inúmeros vilarejos charmosos para se visitar. Para circundar todo o lago di Garda é preciso percorrer 160 km e ter ao menos cinco dias livres no roteiro. Por isso, sugerimos que no primeiro dia você monte sua base em Riva del Garda para explorar o norte do lago. Aproveite conhecer as praias do lago de Torbole e o teleférico de Malcesine.

11) Lago Di Garda

Café da manhã, saída para contornar o lago pela margem oeste e siga em direção ao sul. E quando chegar a bela vila histórica de Sirmione, desfrute o resto do dia passeando pelas pequenas ruas dessa incrível cidade fortificada construída em uma península. Visite a Bérgamo está no caminho entre Garda e Como, nosso próximo destino, e pode fazer parte de uma parada interessante na viagem entre os dois locais. Suba até a cidade antiga, aprecie a paisagem e prove Polenta e Orsai, o doce típico bergamasco, antes de seguir viagem. Hospedagem.

12) Lago Di Garda – Como

Café da manhã, e saída para o Lago de Como é tido pelo mais bonito. Para chegar na cidade de Como, é preciso pegar duas horas de boas estradas até encontrar as altas paredes de montanhas verdes contrastando com o reluzente lago de águas azuis. Comece o passeio em Como pela Piazza Vittoria, e observe a arquitetura militar da imponente Porta Torre de 40 metros de altura, construída em 1192 como principal acesso à cidade fortificada. No centro histórico, caminhe até a Praça San Fedele, na qual está a Basílica de San Fedele, com sua fachada de estilo neorromano, completamente reconstruída em 1900. No seu interior você encontrará tesouros bem mais antigos, como pinturas que datam mais de 500 anos. Siga na direção do Duomo de Como, com sua abóbada verde, chamada de Catedral de Santa Maria Assunta. Sua edificação tem início em 1396, concomitantemente ao Duomo de Milão. A construção da Catedral de Como, entretanto, atravessou vários séculos de história, terminando apenas em 1740 e por isso possui um misto de estilos diversos: a belíssima cúpula cênica é barroca e a fachada gótica é ornamentada por estátuas da época renascentista. Repare agora na construção encostada à esquerda do Duomo, que se estende até a Torre Civica. Ali está o Palácio de Broletto, um belíssimo edifício de 1215 caracterizado pela fachada em linhas horizontais em mármore branco e cinza. Siga o passeio na Piazza Volta e chegue até a Piazza Cavour. A principal praça de Como te dará as boas-vindas a um dos lagos mais bonitos da Europa e o mais profundo também. Hospedagem.

13) Como – Bellagio – Brunate – Villa Olmo -Como

Café da manhã, e saída para conhecer a cidade de um ângulo singular. Pegue o barco rápido que vai até Bellagio, um vilarejo belíssimo com suas majestosas residências nobres, reconhecida como um destino de luxo. São 50 minutos de um agradável passeio que passa por várias cidadezinhas a beira do lago. No retorno, contorne o lago até chegar ao píer. Caminhe em direção ao centro do lago onde está a grandiosa escultura Life Eletric, construída em homenagem a Volta. O seu desenho, em tese abstrato, representa a tensão elétrica que circula entre os dois extremos de uma bateria. Repare que a escultura está posicionada numa linha imaginária entre o Templo de Volta e o Farol Voltiano, localizado na cidadezinha de Brunate, no alto da colina. O Farol Voltiano de Brunate, construído em 1927 para o centenário da morte de Volta, está a sete minutos de funicular da piazza Alcide de Gasperi. A torre de 29 metros de altura é conhecida como a sentinela do Vale. À noite, o farol ilumina a cidade de Como com raios de luz branca, vermelha e verde. Um espetáculo! Durante o dia, é do alto do farol de onde se tem a melhor vista da cidade, do lago e também dos Alpes Suíços. Simplesmente imperdível! Já na direção oposta ao Farol está o Templo Voltiano, inaugurado em 1928. O belíssimo edifício abriga um museu científico dedicado a Volta, onde se pode conhecer um pouco do trabalho de pesquisa do cientista. O passeio termina na Villa Olmo, caminhando em sentido oeste, sempre contornando o lago. Desfrute dos belos jardins e da mansão neoclássica projetada como refúgio de verão da nobreza. Desfrute o último ponto do roteiro em Como relaxando nos jardins da Villa, retorno a Como. Hospedagem.

14) Como – Milão

Café da manhã, é dia de retornar a Milão, chegada e hospedagem.

15) Milão

Café da manhã e traslado ao aeroporto.

Costa Amalfitana

02 noites em Roma / 02 noites em Salerno / 01 noite em Roma

1) Roma

Chegada ao aeroporto e traslado para o hotel. Hospedagem.

2) Roma

Café da manhã. No início da manhã visita aos Museus Vaticanos e Capela Sistina. Depois, visita panorâmica pelo Lungotevere, Porta Portese, a Pirâmide, Porta Ostiense, Banhos de Caracalla, Santa Maria Maior, San Juan de Letrán, Coliseu, Fóruns Imperiais, Praça Veneza, Teatro Marcello, Circo Massimo, Boca da Verdade, para terminar no Campidoglio. Caminhada incluída até o bairro de Trastevere. Pela tarde visita ao Coliseu e Fóruns Romanos. Hospedagem.

3) Roma – Nápoles – Capri – Sorrento – Salerno (Cava De´Tirreni)

Café da manhã e partida cedo para Nápoles para embarcar na balsa para Capri. Chegada e visita da ilha cuja Piazzetta Central, mantendo sua modesta arquitetura urbana, está cheia de lojas luxuosas, restaurantes caros e paparazzi que caçam celebridades. Passeio de barco ao longo de uma parte da costa para admirar as grutas e penhascos que a força do mar esculpiu na ilha ao longo dos anos. Breve visita a esta cidade de origem romana que ainda preserva o antigo traçado de suas ruas. Continuação de ônibus para Salerno. Hospedagem.

4) – Salerno (Cava De´Tirreni) – Positano – Amalfi – Salerno (Cava De´Tirreni)

Café da manhã e traslado para o porto de Salerno para embarcar em um cruzeiro costeiro pela Costa Amalfitana. Depois de uma hora de navegação chegada em Positano, o balcão mais bonito da Itália e autêntica rainha da Costa Amalfitana. Ela mostra suas casas de cofres claustrais em uma imagem sempre ligada ao mar e à vertigem da colina. Caminhada pela cidade e saida para Amalfi, cuja principal figura é a Piazza del Duomo e sua impressionante Catedral de Sant”Andrea que visitaremos. Almoço e tempo livre. À tarde retorna a Salerno Hospedagem.

5) Salerno (Cava De´Tirreni) – Pompeia – Nápoles – Roma

Café da manhã e traslado para Pompéia para visitar as escavações da antiga cidade romana, enterrada pela erupção do Vesúvio. Saida para Nápoles e visita panorâmica da cidade, localizada na baía que leva o mesmo nome, é a cidade mais populosa do sul da Itália. Depois da visita, retorno a Roma. Hospedagem.

6) Roma

Café da manhã e traslado para o aeroporto.

Norte da Itália

01 noite em Milão / 02 noites em Veneza / 02 noites em Florença / 02 noites em Roma

1) Milão

Chegada ao aeroporto e traslado para o hotel. Hospedagem. Um centro de moda internacional e considerada a cidade italiana mais “europeia”, centro financeiro e comercial. Governado na antiguidade por grandes patronos italianos como o Visconti e o Sforza, sob cujo patrocínio havia grandes artistas: Leonardo da Vinci ou Bramante. Milão, como todas as cidades ecléticas, combina o antigo e o moderno à perfeição. Tempo livre, não deixe de passear pela Via Manzoni e Napoleão e admirar as janelas das grandes empresas como Versace, Dolce e Gabbana, Gucci, Armani etc.

2) Milão – Lago de Garda – Verona – Veneza

Café da manhã. Tour de orientação de Milão com Castelo de Sforza, Scala, Piazza Duomo e Catedral. Saímos de Milão para ir ao Lago Garda e fazer um pequeno cruzeiro de barco. Mais tarde chegada em Verona onde faremos um breve passeio de orientação e tempo livre para conhecer a Casa de Julieta, a Praça Bra e a Arena de Verona, antigo anfiteatro romano usado ou hoje como palco de Ópera. Saida para Veneza e possibilidade de fazer o seguinte Passeio Opcional: Veneza a Noite + Passeio de Barco no Grande Canal. Hospedagem.

3) Veneza

Café da manhã. Pegaremos um barco pela lagoa de Veneza percorrendo suas ilhas até chegarmos à Praça de São Marcos, onde faremos um passeio de orientação com a possibilidade de visitar um forno onde assistiremos a uma demonstração do famoso vidro Murano. Vamos terminar nossa visita aproveitando um passeio romântico de gôndola com música. Almoço e resto do dia livre. Hospedagem.

4) Veneza – Padua – Pisa – Florença

Café da manhã. Hoje Pádua nos aguarda onde visitaremos a Basílica de Santo Antônio. Continuamos cruzando os Apeninos até Pisa, uma das cidades toscanas mais conhecidas para admirar sua Torre Inclinada. Chegada à tarde em Florença. Hospedagem.

5) Florença

Café da manhã. Visita panorâmica que nos permitirá contemplar a Piazza della Signoria, o Duomo, a impressionante Santa Maria dei Fiore, o Batistério, Santa Croce (Panteão de personagens ilustres), Ponte Vecchio etc. Possibilidade de fazer a Visita Opcional: Museu da Accademia. Visita à tarde de San Gimignano, vila medieval e murada localizada em uma colina na Toscana, onde suas 14 torres medievais se destacam. No final do dia, volta para Florença. Hospedagem.

6) Florença – Siena – Assis – Roma

Café da manhã e partida para Siena, onde se destaca sua Piazza del Campo em forma de leque. Continuação pela região da Úmbria para visitar Assis com a Basílica de São Francisco, esta cidade preserva de seu passado romano os muros, o fórum, até mesmo o Templo de Minerva hoje Igreja de Santa Maria sopra Minerva. Continuação até Roma através do Vale do Tibre. Na chegada visita da Roma Barroca e no final teremos o jantar especial com música em Rte. “Termas do Coliseu”. Hospedagem.

7) Roma

Café da manhã. Visita ao Museus Vaticanos e Capela Sistina. Depois, visita panorâmica pelo Lungotevere, Porta Portese, a Pirâmide, Porta Ostiense, Banhos de Caracalla, Santa Maria Maior, San Juan de Letrán, Coliseu, Fóruns Imperiais, Praça Veneza, Teatro Marcello, Circo Massimo, Boca da Verdade, para terminar no Campidoglio. Caminhada incluída até o bairro de Trastevere. Tarde livre. Visita aos Coliseu e Fóruns Romanos. Hospedagem.

8) Roma

Café da manhã e traslado para o aeroporto.

Toscana e Cinque Terre

03 noites em Florença / 02 noites em Siena / 01 noite em Montalcino / 02 noites em San Gimignano / 01 noite em Lucca / 03 noites em La Spezia / 01 noite em Florença

1) Florença

Chegada à Florença, a capital da região da Toscana. Hospedagem.

2) Florença (Toscana)

Café da manhã. Reserve seu primeiro dia em Florença para fazer passeios mais ao ar livre. Comece pela Piazza del Duomo, onde fica a belíssima Catedral di Santa Maria del Fiore. Depois da visita, siga caminhando pelas fascinantes ruelas medievais até chegar à Piazza della Signoria, onde está localizado o Palazzo Vecchio, antiga sede do poder da República de Florença.
Mais adiante, você vai se deparar com o Rio Arno e, sobre ele, a Ponte Vecchio com suas inúmeras joalherias. Do outro lado, você pode visitar o Giardino di Boboli, os famosos jardins renascentistas do Palazzo Pitti, decorados com estátuas e fontes (é preciso pagar entrada). Suba o morro em direção à Pizzale Michelangelo. Das escadarias desta praça, onde existe uma cópia do David de Michelangelo, você verá um pôr do sol belíssimo sobre o rio enquanto as luzes do Duomo se acendem. Hospedagem.

3) Florença (Toscana)

Café da manhã. Saída para conhecer as famosas obras de arte que tornaram a cidade o maior polo cultural do Renascimento. Na Galleria Degli Uffizi, considerada um dos mais importantes e antigos museus do mundo. Reserve algumas horas para percorrer as inúmeras alas deste palácio medieval e admirar obras do porte do Nascimento de Vênus, de Sandro Boticelli (na foto), e Tondo Doni, de Michelangelo.
Depois, hora de caminhar até a Basílica di Santa Croce di Firenze, lugar onde descansam figuras ilustres como Galileo Galilei, Dante Alighieri e o próprio Michelangelo. Para encerrar sua visita à Florença com chave de ouro, Galleria dell’Accademia. Este prédio foi construído especialmente para abrigar toda a grandeza e perfeição do David, obra máxima de Michelangelo.

4) Florença/Siena (Toscana)

Café da manhã. Dia de se deslocar pela Itália, desta vez de Florença em direção a outra antiga república italiana: Siena. Aproveite o restante do dia para se instalar no hotel e encontrar um restaurante onde fazer um belo jantar italiano. Hospedagem.

5) Siena (Toscana)

Café da manhã. Embora tenha sido uma república tão poderosa quanto Florença, Siena é uma cidade com um número menor de atrações turísticas e que pode ser conhecida em apenas um dia. Comece pela Piazza del Campo, cenário do famoso Palio di Siena e que abriga o belo Palazzo Pubblico, antiga sede do poder da república e hoje um museu. Depois, siga para a Catedral ou Duomo di Siena, a mais bela igreja renascentista da Toscana.
Poderá visitar o prédio principal, ou várias partes da catedral que são abertas ao público. Entre elas estão a Libreria Piccolomini, a cripta, o batistério, o museu, o teto e o Facciatone – de onde se tem uma vista aérea da catedral. Para finalizar seu dia em Siena, visite a Basílica Cateriniana San Domenico, de onde se tem uma bela visão das ruelas da cidade medieval. Hospedagem.

6) Siena/Montalcino (Toscana)

Café da manhã. Saída para a cidade de Montalcino. Famosa no mundo todo pela sua produção de vinhos, ela detém duas denominações de origem controlada: o Brunello e o Rosso de Montalcino.
Visite o Castello Banfi, ou outras, pequenas e grandes vinicolas, espalhadas pelas encostas de Montalcino. Hospedagem.

7) Montalcino/Pienza/San Gimignano (Toscana)

Café da manhã. Saída de Montalcino, aproveite para dar uma passada pela bela abadia medieval de Sant’Antimo, que fica nas proximidades. Visite a Pienza e San Gimignano, a Cappella della Madonna di Vitaleta. Essa mais do que fotogênica capela está abandonada e fechada – para vê-la de perto é preciso pular a cerca de uma propriedade privada -, mas ainda faz bonito em meio aos campos do vilarejo de San Quirico d’Orcia.
Seguindo pela estrada, você chegará a outra joia medieval: a cidade de Pienza, ideal para uma pausa, um passeio por ruelas acolhedoras. Depois, é só seguir viagem até San Gimignano, uma das cidades mais populares e turísticas da Toscana. Hospedagem.

8) San Gimignano (Toscana)

Café da manhã. San Gimignano ganhou o cômico apelido de ‘Manhattan da Toscana’ por causa de suas torres medievais, que lembrariam o skyline de Nova York. São nada menos do que 14 estruturas que atingem até 50 metros de altura e que consistem na grande atração desta pequena cidade. Você pode começar o dia subindo em uma delas para ter uma bela vista da cidadela medieval e região. Depois, visite a esplêndida catedral, cujas paredes e teto são cobertos de afrescos.
Quanto ao resto do dia, perca-se pelas ruelas medievais, saboreie sorvete artesanal na Piazza della Cisterna, escolha um dos inúmeros restaurantes para se deliciar com a comida italiana e tira milhares de fotos, pois a arquitetura de San Gimignano é realmente única. À noite, sente nos degraus da igreja para apreciar um momento raro na cidade: quando ela está praticamente vazia de turistas. Hospedagem.

9) San Gimignano/Volterra/Lucca (Toscana)

Café da manhã. Saída a Volterra. Outra joia medieval da Toscana, Volterra merece entrar no mapa do seu roteiro de viagem pela Itália por exibir também uma herança ainda mais antiga que a da Idade das Trevas: a etrusca. Fazem parte dela a Porta all’Arco e a Acropoli Etrusca. A cidade tem ainda um sítio arqueológico romano.
Pela tarde saída a Lucca, a cidade grande desta parte da Toscana e penúltima parada do giro pela região. Hospedagem.

10) Lucca/Pisa/La Spezia (Toscana e Cinque Terre)

Café da manhã. Embora a cidade seja grande para fora das muralhas, dentro dela é possível percorrer tudo a pé. Visite a bela Catedral di San Martino, passe pela Igreja di San Michele in Foro, pela Basílica di San Frediano, pela Torre delle Ore, suba na Guinigui para ter uma vista da cidade e almoce na inusitada Piazza dell’Anfiteatro, que foi construída em cima da base de um anfiteatro romano.
Depois, é hora de seguir até a cidade vizinha de Pisa, que fica a uma hora de distância, para conhecer a tão famosa torre torta da cidade! Pela tarde saída a La Spezia. Hospedagem.

11) Corniglia, Monterosso e Manarola (Cinque Terre)

Café da manhã. La Spezia é a cidade base para se conhecer as famosas Cinque Terre, cinco cidadezinhas medievais penduradas sobre penhascos da costa oeste da Itália.
As Cinque Terre são Monterosso al Mare, Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore. No primeiro dia, use sua energia para subir a gigantesca escadaria que separa o trem da cidade de Corniglia . Depois, se o dia estiver quente, vá pegar uma praia em Monterosso al Mare. Encerre com chave de ouro assistindo ao pôr do sol em Manarola. Hospedagem.

12) Monterosso, Riomaggiore e Vernazza (Cinque Terre)

Café da manhã. Volte a Monterosso al Mare, mas desta vez para visitar a cidade. Em seguida, vá para Riomaggiore, a mais comercial e menos simpática das Terre. É lá que fica a famosa Via dell’Amore, um caminho que liga a cidade à Manarola pelos rochedos à beira-mar.
Vernazza será a última parada do dia. Não deixe de caminhar pela trilha que fica à direita da cidade para ter a vista da foto abaixo. Hospedagem.

13) Vernazza , Florença

Café da manhã. Retorno a Florença. Hospedagem.

14) Florença

Café da manhã. Traslado ao aeroporto.

Sicilia

02 noites em Parlemo / 01 noite em Agrigento / 01 noite em Caltagirone / 02 noites em Catania / 01 noite em Palermo

1) Palermo

Chegada em Palermo. Traslado ao hotel. Hospedagem.

2) Palermo – Monreale – Palermo

Café da manhã. Pela manhã saída para Monreale e visita ao Claustro Beneditino e à Catedral. Sob a sugestiva desculpa de uma visão onírica na qual encontrou um tesouro escondido por seu pai, o rei normando William II realizou a construção de uma das mais belas catedrais da Europa. Posteriormente, você retornará à cidade de Palermo para um tour de ônibus. Pela tarde visita panorâmica pelo centro histórico da capital siciliana. Visita aos principais monumentos como a Capela Palatina, a Catedral de Palermo, a famosa Praça Pretoria, uma imensa fonte toda trabalhada em mármore branco de Carrara com alegorias mitológicas, o Quattro Canti ou a Piazza Vigliena, em homenagem ao vice-rei sob cujo mandato o construção dos quatro palácios barrocos na intersecção da Via Vittorio Emmanuele e Via Maqueda, a Igreja Normanda da Martorana também chamada de Santa Maria del’Ammiraglio que foi erguida em 1143 por Giorgio de Antioquia, almirante de Roger II. Hospedagem.

3) Palermo – Érice – Trapani – Agrigento

Café da manhã e saída para Érice. Cidade medieval localizada a 750 metros acima do nível do mar. Reúne muitas características sicilianas, como o urbanismo normando, a organização árabe da casa em torno do pátio e uma grande variedade de doces típicos. Continuação para a parte oeste da Sicília para a visita panorâmica de Trapani com um guia local com suas salinas. Visitaremos a área de produção de sal marinho, rodeada de Moinhos que permitem a produção do famoso sal de Trapani. Continuação para Agrigento: “A mais bela cidade dos mortais” onde, hoje, ainda se pode admirar dez templos dóricos que se erguem no vale. Hospedagem.

4) Agrigento – Vale dos Templos – Piazza Armerina – Caltagirone

Café da manhã. Visita ao famoso e único “Vale dos Templos”. e continuação para a Piazza Armerina: visita da esplêndida Villa Romana del Casale, uma luxuosa residência, localizada no coração da Sicília, um importante exemplo da época romana e onde se pode admirar os preciosos mosaicos que representam os usos e os costumes da época. Continuação para Caltagirone, “Capital da Cerâmica”, uma bonita localidade, centro produtor, visita a um laboratório de cerâmica, onde poderão vivenciar a técnica de produção e confeccionar o seu próprio objeto. Hospedagem.

5) Caltagirone – Siracusa – Noto –– Catania

Café da manhã e saída em direção a Noto, capital do barroco siciliano. Visita a Catedral completamente renovada após vários anos de restauração e também para passear por suas ruas repletas de tesouros arquitetônicos. Continuação para Siracusa: a maior cidade da antiguidade fundada em 734-733 aC. e ligou para Syraka. Que se estende ao longo do mar, junto à ilha de Ortigia, que está ligada ao continente por uma ponte. Na chegada uma experiência única em que, se as condições permitirem, um mini cruzeiro para admirar as belezas do centro histórico de Siracusa a bordo de um barco. Visita panorâmica com guia local da zona arqueológica: O Templo de Atena, transformado em Catedral Cristã, a lendária Fontana di Arethusa, o Templo de Apolo, o Teatro Grego e o Anfiteatro Romano localizado perto de Latomie e l ‘Orecchio di Dionisio . Continuação para Catânia para uma visita panorâmica a pé. Esta cidade, a mais importante da costa oriental, caracteriza-se fundamentalmente pelas suas construções em pedra vulcânica. Hospedagem.

6) Catania – Vulcão Etna – Taormina – Catania

Café da manhã e se as condições climáticas permitirem, saída para o Monte Etna: o vulcão mais alto e ainda ativo da Europa (3.345 metros): o ônibus chegará ao Refúgio Sapienza a 1.800 metros de altitude. Visita às crateras extintas, as chamadas “Crateri Silvestri”. A variedade da flora é esplêndida e as paisagens lunares que podem ser vistas ao longo do caminho também são esplêndidas. Durante séculos, o vulcão criou um lugar onde natureza, cultura e história se uniram para dar origem a um lugar único no mundo. Continuação para Taormina: que está localizado no cume da pitoresca rocha do Monte Tauro (204m. Altitude). Visita ao famoso Teatro Grego, de onde poderá desfrutar de um magnífico panorama do Etna e do Mar Jônico. Retorno para Catania. Hospedagem.

7) Catania – Messina – Cefalú – Palermo

Café da manhã e saída para Messina para um city tour panorâmico, que inclui vistas do estreito que separa a Sicília do continente. Continuação em direção ao Cefalú. Visita a maravilhosa “Cattedrale Normanna” cuja construção data de 1131 e o “Lavatoio Medievale”. Tempo livre para passear pelas ruelas repletas de joalherias e elegantes lojas que conservam todo o seu fascínio medieval. Traslado ao hotel em Palermo. Hospedagem.

8) Palermo

Café da manhã. Traslado ao aeroporto.

02 noites em Palermo / 01 noite em Agrigento / 01 noite em Ragusa / 02 noites em Taormina

1) Palermo

Chegada a  Palermo, capital da Sicília! Traslado ao aeroporto. Hospedagem.

2) Palermo

Café da manhã. Saída para Monreale e visita à famosa Catedral árabe-normanda, considerada a oitava maravilha do mundo com seus mosaicos, assim como o belo Claustro Beneditino . Retorno a Palermo e visita à capital Siciliana, que inclui a Capela Palatina no Palazzo Real considerada o melhor exemplo de fusão entre as diferentes culturas e religiões. Hospedagem. 

3) Palermo – Érice – Saline Della Laguna – Marsala – Agrigento

Café da manhã saída em direção a Érice, o famoso burgo medieval, considerado um dos lugares mais bonitos da Sicília. Muitos dizem que pouco mudou no vilarejo desde o século VI e os seus labirintos, como uma torção de pistas, é perfeito para uma boa visita pela manhã. Continuação para Saline, uma extraordinária laguna, onde história, natureza e arqueologia encontram uma harmonia perfeita, permitindo ao visitante provar experiências diferentes, únicas e encantadoras. Saída para Marsala, terra do vinho por excelência. Em seguida, partida para Agrigento. Chegada e visita aos monumentos antigos gregos e às ruínas do Valle dos Templos, Patrimônio Mundial da Unesco. Aprenda sobre as ruínas arqueológicas como o Templo clássico de Concordia, o Templo de Hércules e o Templo de Júpiter, esse último um dos maiores edifícios em estilo dórico. Hospedagem. 

4) Agrigento – Ragusa Ibla – Ragusa

Café da manhã. Saída para Ragusa e visita ao encantador centro histórico de “Ibla” com lindos palácios e igrejas em estilo barroco. Juntamente com outras sete cidades na “Val di Noto”, Ragusa faz parte da lista dos Patrimônios Mundiais da Unesco. Visita ao antigo portão de San Giorgio, os Jardins Iblei, e caminhada até Piazza Pola, onde está localizada a igreja de San Giuseppe: uma pequena gema. Visita a elegante Catedral de San Giorgio, a igreja das almas do purgatório e o magnífico Palácio Cosentini, um dos mais interessantes palácios barrocos da Sicília! Hospedagem.

5) Ragusa – Noto – Siracusa – Taormina

Café da manhã e saída com destino a Noto (Patrimônio da Humanidade) uma linda cidade marítima famosa pela sua arquitetura em estilo Barroco. Visita ao centro da cidade e a Catedral de San Nicolò, recentemente renovada depois do terremoto. Saída pelo sul da costa de Siracusa, na viagem sul oeste da Sicília em direção à ilha de Ortigia – a parte mais antiga de Siracusa – visita às suas ricas igrejas em estilo barroco e seus palácios medievais. À noite, chegada a Taormina, hospedagem.

6) Taormina

Café da manhã e, em seguida, excursão ao Monte Etna, um dos vulcões mais ativos do planeta e o mais alto da Europa. Visita ao vulcão com subida até 1.800 metros (se as condições meteorológicas permitirem). Retorno a Taormina e passeio pela cidade localizada sobre a espetacular elevação do Monte Tauro. Hospedagem.

7) Taormina

Café de manhã e traslado ao aeroporto.

Sugestões de Roteiros – Rússia

SUGESTÕES DE ROTEIROS:

Russia é um pais enorme, melhor dizendo, é o maior país do mundo. Porém somente uma parte de todo esse territorio é visitado por turistas de toda parte do mundo. As cidades mais visitadas são: Moscou e São Petersburgo. Desde Moscou também sai e chega os lendários trens transiberiano, que cruza toda Russia chegando em Pequim – capital da China.

O roteiro abaixo contempla somente as duas cidades: Moscou e São Petersburgo e para quem tem pouco tempo para viajar.

Russia Básica

03 noites em Moscou / 03 noites em St. Petersburgo

1) Moscou

Chegada e traslado ao hotel. Hospedagem.

2) Moscou

Café da manhã. Moscou, a capital do país e apelidada de “Mãe da Rússia”, é uma cidade genuína russa, e devido ás dramáticas mudanças dos últimos anos, transformou-a numa das mais dinâmicas cidades do mundo. Visita panorâmica da cidade que inclui a Universidade, Teatro Bolshoi, Praça Vermelha onde se localiza o Kremlin, a Catedral de São Basílio, o Museu de História, entre outros. Continuação para visita ao Metro de Moscou. Hospedagem.

3) Moscou

Café da manhã. Saída para visita ao Kremlin, antiga residência dos czares russos e onde se encontra hoje o centro da presidência. Tarde livre. Hospedagem.

Sugerimos visitar: algum dos diversos museus e pela noite ver um espetáculo no Teatro Bolshoi.

4) Moscou / St. Petersburgo

Café da manhã. Traslado à estação e embarque em trem com destino a São Petersburgo. A viagem é feita através de espetaculares paisagens russas ao longo do Rio Volga. Chegada e traslado ao hotel. Hospedagem.

5) St. Petersburgo

Café da manhã. St. Petersburgo é uma cidade espetacular. Os seus palácios imperiais e museus gozam de fama mundial, enquanto o Rio Neva e os seus canais deram-lhe o apelido de Veneza do Norte. Visita panorâmica da cidade incluindo a Fortaleza de S. Pedro, S. Paulo, a Praça de São Isaac e sua Catedral, Praça dos Palácios, entre outros locais. Continuação da visita ao famoso Museu Hermitage. Hospedagem.

6) St. Petersburgo

Café da manhã. Dia livre. Propomos que visite opcionalmente o Palácio de Petrodvorest. Hospedagem.

6) St. Petersburgo

Café da manhã e traslado ao aeroporto.

Com o roteiro acima que seria uma base, poderá adicionar outras cidades a partir de Moscou:

03 noites em Moscou / 01 noite em Suzdal / ‘1 noite em Yaroslavi / 01 noite em Moscou / 03 noites em St. Petersburgo

4) Moscou – Vladimir – Suzdal

Café da manhã e início do circuito “Anel de Ouro” passando pelas antigas cidades russas de Suzdal, Vladimir, Kostroma, y Zagorsk, orgulhos da cultura russa, pelo valor arquitetônico e artístico, além da beleza natural que as cerca. As terras de Vladimir e Suzdal desempenharam importante papel na formação do antigo estado russo e oferecem uma beleza inesquecível: campos, bosques e alamedas que se perdem no horizonte, paisagens presentes nos clássicos da literatura russa de Dostoyevsky, Tolstoi e Turgenev. Saída para Vladimir e visita à cidade, fundada em 1108 por Wladimir I de Monomach e capital da Rússia em meados do século XII. Dignas de nota são a Porta de Ferro, em seu duplo função de fortaleza e arco do triunfo, e a Catedral da Dormição, do século XII, com clara intenção de superar o esplendor arquitetônico da Catedral de Santa Sofia em Kiev. Continuação até Suzdal. Hospedagem.

6) Suzdal – Kostroma – Yaroslavl

Café da manhã. Visita ao Kremlin (fortaleza) de Suzdal, com a Catedral da Natividade da Virgem e suas impressionantes cúpulas em forma de cebola, e a porta de ouro com a iconografia do século XVII. Saída para Kostroma, situada na confluência dos rios Kostroma e Volga, fundada no século XII. Grandes atrações artísticas são o mosteiro de Ipatievski, o Palácio dos Romanov e a Catedral da Trindade. Continuação até Yaroslavl. Hospedagem em Yaroslavl.

7) Yaroslavl – Moscou

Café da manhã. Visita a Yaroslavl, uma das cidades mais antigas da Rússia, conhecendo a Catedral da Transfiguração do Salvador e a Igreja o profeta Elias, com a capela do Despojamento da Sagrada Vestidura. Almoço e continuação até Sergiev Posand (Zagorsk), cidade famosa por seu conjunto arquitetônico da Trindade. Neste conjunto sacro se erguem a Catedral da Assunção, embelezada por suas cúpulas azul-celeste e que abriga o túmulo de Boris Gudonov, a Igreja do Espírito Santo, o Palácio dos Czares, do século XVII. No final da tarde, saída para Moscou. Hospedagem.

8) Moscou

Café da manhã. Traslado para o aeroporto. (ou saída para St. Petersburgo.)

Anel de Ouro

03 noites em St. Petersburgo / 01 noite em Tver / 01 noite em Suzdal / 03 noites em Moscou

1) São Petersburgo

Chegada e traslado ao hotel. Hospedagem.

2) São Petersburgo

Café da manhã. Visita panorâmica da cidade, situada às margens do rio Neva e que foi construída sobre 40 ilhas (a vista será complementada na terça feira). Em seguida visita ao Palácio de Catalina, são 25 km do centro de São Petersburgo. A que fosse capital da Rússia dos Czares, encontra-se rodeada de numerosos palácios. Este palácio barroco de enormes de enormes dimensões e magníficos jardins e fontes já foi residência oficial de czares. Retorno a São Petersburgo e hospedagem.

3) São Petersburgo

Café da manhã, pela manhã, incluímos uma visita guiada e com entradas à Fortaleza de Pedro e Paulo (da onde se originou a cidade de São Petersburgo) e, posteriormente, o Museu Hermitage, fantástico museu de pintura, onde antes era o Palácio de Inverno dos czares. Hospedagem.

4) São Petersburgo-Novgorod-Valday-Tver

Café da manhã. Saída rumo à Novgorod, cidade que foi um dos centros culturais e políticos mais importantes da Rússia. Visita ao Kremlin (visita guiada com a entrada incluída), ao antigo bairro do mercado e a corte de Yaroslav. Continuação até Valday, pitoresca cidadela com um lago. Visita ao antigo mosteiro na ilha do lago. A viagem segue para Tver. Hospedagem.

5) Tver-Sergiev Posad-Suzdal

Café da manhã. Um passeio em Tver, cidade às margens do rio Volga, que foi centro de um pequeno Estado e era a principal rival de Moscou. Em seguida, se conhecerão algumas cidades do Anel de Ouro. Uma breve parada em Klin, onde se situa a casa do genial compositor Tchaikovsky. Continuação até Sergiev Posad, onde se conhecerá o Mosteiro da Trindade, considerado como o centro espiritual mais importante da Rússia. Também será possível conhecer como se fabricam e se pintam as famosas “Matriuskas”. À tarde, a viagem segue por estradinhas que passam por cidades históricas do Anel de Ouro: Alekshandrov (com seu kremlin de Ivan “O Terrível”) e Yuryev Polskiy, pequena cidade provincial com seu kremlin histórico. Continuação da rota até Suzdal. Hospedagem.

6) Suzdal-Vladimir-Moscou

Café da manhã. Pela manhã, visita panorâmica com guia local e entradas incluídas a Suzdal, onde se conhecerá seu kremlin e sua catedral. Seus canais, suas flores e suas cúpulas fazem parecer com que a cidade tenha saído de um conto de fadas. Para muitos, é considerada a cidade mais charmosa do Anel de Ouro (passeio com guia local e entrada incluída). No Mosteiro de São Eugênio, será possível escutar a um concerto de sinos. Continuação até o Museu de Arquitetura em madeira, que ilustra o antigo modo de vida de camponeses, com suas casas de troncos, seus moinhos e a igreja da transfiguração. Em seguida, a viagem segue até Vladimir, onde se visitará a majestosa catedral da Assunção. Chegada a Moscou ao final da tarde. Hospedagem.

7) Moscou

Café da manhã. É hora de visitar a imensa capital russa. Uma cidade que, como poucas, unem passado, presente e futuro. Entre seus principais atrativos estão: suas imensas avenidas, suas elegantes áreas comerciais, a Praça Vermelha (onde se encontra o Mausoléu de Lenin), a catedral de São Basílio e a catedral do Cristo Salvador. Hospedagem.

8) Moscou

Café da manhã. Para descobrir a “alma russa”, pela manhã será realizada uma excursão à Kolomenskoye, uma antiga fazenda dos czares, onde se assistirá uma cerimônia tradicional de casamento russo. No caminho, se passará pelo mirante da universidade, com sua fantástica visão sobre a cidade, onde os recém-casados depositam flores. Hospedagem.

9) Moscou

Café da manhã. Traslado ao aeroporto.

Além da Russia, pode-se agregar na mesma viagem os Países Bálticos e a Escandinávia, as extensões ficariam dessa forma, podendo ser antes ou depois de visitar a Russia:

Países Bálticos:

02 noites em Vilnius
02 noites em Riga
02 noites em Tallinn
03 noites em Moscou
03 noites em St. Petersburgo

Escandinávia:

02 noites em Helsinque
02 noites em Estocolmo
01 noite em Oslo
02 noites em Copenhague
03 noites em Moscou
03 noites em St. Petersburgo

Transiberiano

A Ferrovia Transiberiana é a maior ferrovia do mundo. O Trem Transiberiano está em operação desde 1916 e seu trajeto tem 9.289 km.
A Rota Transiberiana possui 3 trajetos distintos que começam ou terminam em Moscou. Veja o mapa da transiberiana:
Para a rota que sai desde Moscou, poderá incluir um dos roteiros acima, finalizando em Moscou, antes da viagem de trem, ou para os trens que chegam em Moscou, poderá também incluir os roteiros acima depois da viagem de trem. Ou ainda fazer a extensão para as cidades na China, ou começando pela China e finalizando na Russia.


Existem 4 trens turísticos diferentes: Golden Eagle Transiberiano, Transiberiano Zarengold, Grande Expresso Transiberiano e Transiberiano Imperial Russia.


Próximo da cidade de Ulan-Ude, na Rússia, a Transiberiana se divide em duas direções: uma para Vladivostok (Transiberiana, em vermelho) e outra segue para Ulan Bator e depois Pequim (Trans-Mongoliana, em azul). Mais adiante, ao norte da Sibéria, em Chita, ainda há um ramal em direção a China (Trans-Manchuriana, em amarelo).

Transiberiana: de Moscou a Vladivostok.

São 9.289 km de extensão com um tempo de viagem na transiberiana de 6 dias, parando apenas por alguns minutos ou poucas horas nas estações.

Trans-Manchuriana: ramal de Chita a Pequim.

Passando por Harbin, a extensão da transiberiana fazendo o trajeto de Moscou a Pequim, é de 9.001 km, com um tempo de viagem de 5 dias e 23 horas.

Trans-Mongoliana: ramal de Ulan-Ude a Pequim.

Passando por Ulan Bator, a extensão da transiberiana fazendo o trajeto de Moscou a Pequim, é de 7.854 km com um tempo de viagem de 5 dias e 9 horas

Todas as 3 rotas podem ser feitas em ambos sentidos, começando e terminando em todas as cidades (Moscou, Vladivostok e Pequim)
Por questões de entendimento, normalmente é comum se referir aos três trajetos como sendo a Transiberiana. Na verdade, no trajeto em direção a Pequim também viaja-se na Trans-Manchuriana ou na Trans-Mongoliana.